10 000 metros


10 000 metros
Final dos 10 000 m em Sydney 2000.
Olímpico desde 1912 H / 1988 M
Desporto Atletismo
Praticado por Ambos os sexos
Campeões Olímpicos
Rio 2016
Homens Mo Farah
 Grã-Bretanha
Mulheres Almaz Ayana
 Etiópia
Campeões Mundiais
Doha 2019
Homens Joshua Cheptegei
Uganda
Mulheres Sifan Hassan
Holanda

10 000 metros é uma modalidade olímpica de atletismo e a mais longa distância disputada em pista, com um total de 25 voltas em torno da pista padrão de 400 metros do estádio.

Os antigos gregos já organizavam corridas de resistência semelhantes às corridas de longa distância atuais.[1] A primeira prova semelhante aos 10 000 metros disputada na Era Moderna foi a corrida das 6 milhas (9 656 m), na Grã-Bretanha. O primeiro recorde aferido para a distância exata de 10 000 metros foi registrado em 1847. A prova entrou no programa olímpico em Estocolmo 1912, com a vitória do finlandês Hannes Kolehmainen. Durante todo o período anterior à II Guerra Mundial ela foi dominada pela Finlândia e seus fundistas, chamados de Finlandeses Voadores, como Kolehmainen, Paavo Nurmi e Ville Ritola.[2] O último fundista deste país a vencê-la em Olimpíadas foi Lasse Viren, bicampeão olímpico em Munique 1972 e Montreal 1976.[3] A partir dos anos 80, a distância passou a ser de domínio absoluto dos africanos, especialmente etíopes e quenianos, tanto em Jogos Olímpicos quanto em campeonatos mundiais.[1]

Introduzida no programa olímpico para mulheres em Seul 1988, a primeira campeã olímpica foi a soviética Olga Bondarenko.[4] Com o correr dos anos, as africanas passaram também a dominá-la, assim como a todas as provas de longa distância, como os 5 000 metros e a maratona, secundadas pelas chinesas. O domínio das etíopes é tão grande nesta prova, que não é apenas nacional mas familiar: Derartu Tulu foi bicampeã olímpica em Barcelona 1992 e Sydney 2000 e sua sobrinha, Tirunesh Dibaba, em Pequim 2008 e Londres 2012. [1] Os atuais campeões olímpicos são Mo Farah, da Grã-Bretanha – um somali naturalizado britânico – e a etíope Almaz Ayana. O recorde mundial pertence ao ugandense Joshua Cheptegei – 26:11.00 – e entre as mulheres à Ayana – 29:17.45, que o conquistou na Rio 2016.[5]

Além dos já citados, alguns dos grandes nomes da história desta prova são Emil Zatopek, Haile Gebrselassie, Paul Tergat, Miruts Yifter, Ingrid Kristiansen, Vivian Cheruiyot e a portuguesa Fernanda Ribeiro.

Índice

Recordes


De acordo com a Federação Internacional de Atletismo – IAAF.[6][7]

Homens
Recorde
Tempo
Atleta
País
Data
Local
26:11.0
Joshua Cheptegei
7 outubro 2020
Valência
27:01.1
Kenenisa Bekele
17 agosto 2008
Pequim 2008
Mulheres
Recorde
Tempo
Atleta
País
Data
Local
29:17.4
Almaz Ayana
12 agosto 2016
Rio de Janeiro
29:17.4
Almaz Ayana
12 agosto 2016
Rio 2016

Melhores marcas mundiais


As marcas abaixo são de acordo com a Federação Internacional de Atletismo – IAAF.[8][9]

Homens

Posição Tempo Atleta País Data Local
1
26:11.0
Joshua Cheptegei
7 outubro 2020
Valência
2
26:17.5
Kenenisa Bekele
26 agosto 2005
Bruxelas
3
26:20.3
Kenenisa Bekele
8 junho 2004
Ostrava
4
26:22.7
Haile Gebrselassie
1 junho 1998
Hengelo
5
26:25.9
Kenenisa Bekele
8 junho 2008
Eugene
6
26:27.8
Paul Tergat
22 agosto 1997
Bruxelas
7
26:28.7
Kenenisa Bekele
29 maio 2005
Hengelo
8
26:29.2
Haile Gebrselassie
5 setembro 2003
Bruxelas
9
26:30.0
Nicholas Kemboi
5 setembro 2003
Bruxelas
10
26:30.7
Abebe Dinkesa
29 maio 2005
Hengelo

Mulheres

Posição Tempo Atleta País Data Local
1
29:17.4
Almaz Ayana
12 agosto 2016
Rio de Janeiro
2
29:31.7
Wang Junxia
8 setembro 1993
Pequim
3
29:32.5
Vivian Cheruiyot
12 agosto 2016
Rio de Janeiro
4
29:42.5
Tirunesh Dibaba
12 agosto 2016
Rio de Janeiro
5
29:53.5
Alice Nawowuna
12 agosto 2016
Rio de Janeiro
6
29:53.8
Meselech Melkamu
14 junho 2009
Utrecht
7
29:54.6
Tirunesh Dibaba
15 agosto 2008
Pequim
8
29:59.2
Meseret Defar
11 julho 2009
Birmingham
9
30:01.0
Paula Radcliffe
6 agosto 2002
Munique
10
30:04.1
Berhane Adere
23 agosto 2003
Paris

Melhores marcas olímpicas


As marcas abaixo são de acordo com o Comitê Olímpico Internacional – COI.[10]

Homens

Posição Tempo Atleta País Medalha Local
1
27:01.1
Kenenisa Bekele
ouro
Pequim 2008
2
27:02.7
Sileshi Sihine
prata
Pequim 2008
3
27:04.11
Micah Kogo
bronze
Pequim 2008
27:04.11
Moses Masai
Pequim 2008
5
27:05.10
Kenenisa Bekele
ouro
Atenas 2004
6
27:05.11
Zersenay Tadese
Pequim 2008
7
27:05.17
Mo Farah
ouro
Rio 2016
8
27:05.6
Paul Tanui
prata
Rio 2016
9
27:06.26
Tamirat Tola
bronze
Rio 2016
10
27:06.27
Yigrem Demelash
Rio 2016

Mulheres

Posição Tempo Atleta País Medalha Local
1
29:17.4
Almaz Ayana
ouro
Rio 2016
2
29:32.5
Vivian Cheruiyot
prata
Rio 2016
3
29:42.5
Tirunesh Dibaba
bronze
Rio 2016
4
29:53.5
Alice Nawowuna
Rio 2016
5
29:54.6
Tirunesh Dibaba
ouro
Pequim 2008
6
30:07.3
Betsy Saina
Rio 2016
7
30:13.1
Molly Huddle
Rio 2016
8
30:17.4
Derartu Tulu
ouro
Sydney 2000
9
30:20.7
Tirunesh Dibaba
ouro
Londres 2012
10
30:22.2
Shalane Flanagan
prata
Pequim 2008

Marcas da lusofonia


País
Masculino
Atleta
Ano
Local
Feminino
Atleta
Ano
Local
27:12
António Pinto
1999
Estocolmo
30:22
Fernanda Ribeiro
2000
Sydney
[11]
27:28
Marílson Gomes dos Santos
2007
Neerpelt
31:47
Carmem de Oliveira
1993
Stuttgart
[12]
28:31
João Ntiyamba
1999
Sevilha
35:07
Ernestina Paulino
2015
Luanda
[13]
29:09
Nelson Cruz
2008
Lisboa
36:58
Sónia Lopes
2001
sem registro
[14]

Referências


  1. a b c «10000 metres» . IAAF. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  2. «Where does "Flying Finn" come from?» . mtv.it. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  3. «Lasse Virén» . Encyclopædia Britannica. Consultado em 13 de setembro de 2015 [ligação inativa]
  4. «Olga Bondarenko» . Sportsreference. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  5. «FLASH: Cheptegei and Gidey break world records in Valencia» . World Athletics. Consultado em 7 outubro 2020 
  6. «MIDDLE/LONG - 10,000 METRES W» . IAAF. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  7. «MIDDLE/LONG - 10,000 METRES M» . IAAF. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  8. «All time best M» . IAAF. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  9. «All time best» . IAAF. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  10. «48 PAST OLYMPIC GAMES» . OIC. Consultado em 24 de abril de 2013 
  11. «RECORDES DE PORTUGAL» . FPA. Consultado em 1 de setembro de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  12. «Recordes» . CBat. Consultado em 1 de setembro de 2015. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  13. «estatisticas» . FAA. Consultado em 1 de setembro de 2015 
  14. «Tabela de Records de Cabo Verde» . FCA. Consultado em 1 de setembro de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 

Ligações externas











Categorias: Atletismo | Esportes de corrida




Data da informação: 04.03.2021 07:36:44 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.