Adobe Flash


 Nota: Para o reprodutor de arquivos flash, veja Adobe Flash Player. Para o formato de arquivos, veja SWF.
Adobe Flash
Desenvolvedor Adobe Systems
Versão estável 20.0.0.286 (19 de Janeiro de 2016)
Sistema operacional Linux, Mac OS X, Microsoft Windows, Solaris
Gênero(s) Visualizador de animações
Licença Proprietária, EULA
Página oficial adobe.com

Adobe Flash é um software primariamente de gráfico vetorial - apesar de suportar imagens bitmap e vídeos - utilizado geralmente para a criação de animações interativas que funcionam embutidas num navegador web e também por meio de desktops, celulares, smartphones, tablets e televisores. O produto era desenvolvido e comercializado pela Macromedia, empresa especializada em desenvolver programas que auxiliam o processo de criação de páginas web.[1]

Costuma-se chamar apenas de flash os arquivos gerados pelo Adobe Flash, ou seja, a animação em si. Esses arquivos são de extensão ".swf" (de Shockwave Flash File). Eles podem ser visualizados em uma página web (Esse recurso não pode ser mais utilizado, partir de Adobe Flash Animate 2017) usando um navegador que o suporta (geralmente com plug-in especial) ou através do Flash Player, que é um leve aplicativo somente-leitura distribuído gratuitamente pela Adobe. Os arquivos feitos em Flash são comumente utilizados para propaganda animada (banners) em páginas web, mas evidentemente não limitando-se a isso, pois existem diversos jogos e apresentações dos mais variados tipos utilizando a tecnologia. Até mesmo sites inteiros podem ser feitos em '.swf'.

Em versões recentes (a partir da 5), a Macromedia expandiu a utilização do Flash para além de simples animações, mas também para uma ferramenta de desenvolvimento de aplicações completas.

Isso graças aos avanços na linguagem ActionScript, que é a linguagem de programação utilizada em aplicações de arquivos flashes (.swf). A terceira versão desta linguagem acaba de ser lançada, tornando mais fácil e rápido criar aplicações para web, além de contar com recursos bem mais poderosos.

Uma nova plataforma, chamada Adobe AIR, foi lançada pela Adobe, com o objetivo de solidificar o desenvolvimento da linguagem ActionScript, seja através do Flash, do Adobe Flex ou de outros programas.

A história do Flash


O Flash veio de softwares que foram desenvolvidos para desenhos sem animações. Depois disso Jonathan Gay trabalhou incansavelmente para desenvolver programas que tivessem alguma interatividade e animação. O Intellidraw, além de desenhar, poderia adicionar comportamentos interativos a esses desenhos. Mas, mesmo assim, os programas eram difíceis de serem manipulados, pois eram feitos com joysticks e depois utilizaram canetas que desenhava em mesas (boards). Da necessidade de uma ferramenta que pudesse ser mais acessível, surgiu o Smartsketch, que trouxe uma melhor maneira de se desenhar no computador e estabeleceu grande sucesso num mercado que era dominado pelo Adobe Illustrator e Macromedia Freehand.

Em 1995, a Futurewave recebeu retorno de vários usuários para tornar essa ferramenta em uma ferramenta de animação, mas o mercado de animação era muito pequeno. Nesse mesmo tempo surgia a internet, um mercado muito promissor para esse tipo de ferramenta. Pensando nisso, começaram a aprimorar o Smartsketch, visando colocar animação e usar Java para renderizar um player de web. A partir daí, o Smartsketch se tornou um programa totalmente voltado para animação e mudou de nome para "Cellanimator". Porém, temendo ser confundido somente com um software de criação de cartoon, ele mudou o nome para Future Splash Animator.

Em novembro de 1996, a Macromedia se juntou com a FutureWave e, em dezembro do mesmo ano, a Macromedia adquiriu a companhia, e o Future Splash Animator se tornou o Flash 1.0. o Flash possui vários tipos de animação, sendo elas: Interpolação de Movimento e de Forma e a quadro a quadro.

Em Abril de 2005 a Adobe Systems divulga a aquisição da Macromedia em uma transação de 3,4 bilhões de dólares. A união das duas gigantes do setor traz novidades muito agradáveis para o Flash. Em março de 2007 é lançado o Adobe Flash CS3, nona versão do software e primeira produzida pela Adobe. O Flash CS3 integra a Adobe Creative Suíte 3, passando a ter compatibilidade total com softwares da Adobe como o Adobe Illustrator ou Adobe Photoshop. Na atual versão dos softwares da Adobe, o Flash deixa de existir e passa a se chamar Animate.

Referências


  1. «Flash: 99% Bad (Jakob Nielsen's Alertbox)» . www.useit.com. Consultado em 11 de maio de 2012 

Ligações externas



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Adobe Flash
Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o .









Categorias: Adobe Flash | Programas de computador da Adobe | Programas de computador da Macromedia | Programas para macOS | Programas para Windows | Editores gráficos | Formatos digitais de imagem | Programas de computador para animação | Programas para desenvolvimento web | Software programado em C++ | Software de 1996 | Software de desenvolvimento de jogos eletrônicos




Data da informação: 04.03.2021 09:17:20 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.