Alexis Bachelot


Alexis Bachelot, SS.CC.
Prefeito Apostólico das Ilhas Sandwich
Atividade eclesiástica
Congregação Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria
Diocese Prefeitura Apostólica das Ilhas Sandwich
Nomeação 3 de dezembro de 1825
Mandato 1825 - 1837
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1820
Dados pessoais
Nascimento Saint-Cyr-la-Rosière, Orne
22 de fevereiro de 1796
Morte Micronésia, Oceano Pacífico
5 de dezembro de 1837 (41 anos)
Nome nascimento Jean-Augustin Bachelot
Nacionalidade francês
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Alexis Bachelot, SS.CC., nascido Jean-Augustin Bachelot (Saint-Cyr-la-Rosière, 22 de fevereiro de 1796 - Oceano Pacífico, 5 de dezembro de 1837)[1] foi um sacerdote católico-romano conhecido como o primeiro Prefeito Apostólico das Ilhas Sandwich. Nesse papel, liderou a primeira missão católica permanente no Reino do Havaí.

Em 1806, saiu de casa para Paris, onde se matriculou no Seminário Preparatório de Picpus para seguir o sacerdócio. Em 1813, professou na Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria,[2] tomando o nome de Alexis.[1] Estudou no Irish College em Paris antes de ser ordenado sacerdote em 1820. Como sacerdote, inicialmente serviu como reitor do Colégio e depois liderou o seminário preparatório em Tours.[2]

Liderou a primeira missão católica no Havaí, chegando em 1827. Embora esperasse a aprovação do rei Kamehameha II, soube ao chegar que o rei havia morrido e um novo governo hostil aos missionários católicos havia sido instalado. Bachelot, no entanto, conseguiu converter um pequeno grupo de havaianos e ministrá-los silenciosamente por quatro anos antes de ser deportado em 1831, sob as ordens de Kaʻahumanu, a Kuhina Nui (uma posição semelhante à rainha regente) do Havaí.

Bachelot viajou para a Califórnia, onde atuou como ministro assistente enquanto pastoreava e ensinava. Em 1837, depois de saber da morte da rainha Kaʻahumanu e da vontade do rei Kamehameha III de permitir padres católicos na ilha, retornou ao Havaí, com a intenção de continuar seu trabalho missionário. No entanto, com sua chegada, Kamehameha III mudou de ideia novamente e Bachelot foi removido da ilha e confinado a um navio por vários meses. Ele foi libertado somente depois que as marinhas francesa e britânica impuseram um bloqueio naval no porto de Honolulu. Embora mais tarde tenha conseguido garantir a passagem de um navio para a Micronésia, morreu no caminho e foi enterrado em uma ilhota perto de Pohnpei. Seu tratamento no Havaí levou o governo da França a enviar uma fragata para a ilha. A intervenção resultante é conhecida como "o caso Laplace" e levou à emancipação dos católicos no Havaí.

Notas


Referências


  1. a b Pietrusewsky & Willacker 1997, p. 208.
  2. a b Yzendoor 1914, p. 6.

Bibliografia


  • Bancroft, Hubert Howe (1902), West American history, The Bancroft Company, OCLC 35811256  
  • Daws, Gavan (1968), Shoal of time: a history of the Hawaiian Islands , ISBN 978-0-8248-0324-7, University of Hawaii Press 
  • Forbes, David W. (2000), Hawaiian National Bibliography, 1780–1900: 1831–1850, ISBN 978-0-8248-2379-5, University of Hawaii Press 
  • Garrett, John (1982), To live among the stars: Christian origins in Oceania, ISBN 978-2-8254-0692-2, Institute of Pacific Studies 
  • González, Michael J. (2005), This small city will be a Mexican paradise: exploring the origins of Mexican culture in Los Angeles, 1821–1846 , ISBN 978-0-8263-3607-1, University of New Mexico Press 
  • Hall, William Logan (1904), The forests of the Hawaiian Islands, U.S. Department of Agriculture, OCLC 9066931  
  • Kelley, Charlotte (setembro de 1948), «The Church in Hawaii», Studies: An Irish Quarterly Review, 37 (147) 
  • Kuykendall, Ralph Simpson (1938), The Hawaiian Kingdom, 1778 – 1854, ISBN 978-0-87022-431-7, University of Hawaii Press 
  • McDougall, Walter A. (2004), Let the Sea Make a Noise...: A History of the North Pacific from Magellan to MacArthur, ISBN 978-0-06-057820-6, HarperCollins 
  • Mulholland, John Field (1970), Hawaii's religions , ISBN 0-8048-0710-8, C. E. Tuttle 
  • Older, Fremont (1938), California Missions and Their Romances, ISBN 978-1-4179-8642-2, Coward-McCann 
  • Pietrusewsky, Michael; Willacker, Lisa (março de 1997), «The search for Father Bachelot: first Catholic missionary to the Hawaiian Islands (1827–1837)», John Wiley & Sons, Journal of Forensic Sciences, 42 (2) 
  • Wong, Helen; Rayson, Ann (1987), Hawaii's Royal History, ISBN 978-0-935848-48-9, Bess Press 
  • Scott, Susan (1991), Plants and Animals of Hawaii , ISBN 978-0-935848-93-9, Bess Press 
  • Tabrah, Ruth M. (1984), Hawaii: a history , ISBN 978-0-393-30220-2, W. W. Norton & Company 
  • Yzendoor, Reginald (1914), Charles George Herbermann, ed., The Catholic Encyclopedia, XVI, The Encyclopedia Press, OCLC 174525385  









Categorias: Nascidos em 1796 | Mortos em 1837 | Padres católicos da França | Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria | Naturais de Orne | Mortes no mar | Religião no Havaí




Data da informação: 24.09.2021 05:42:32 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.