Andrea Contarini - pt.LinkFang.org

Andrea Contarini


Andrea Contarini
Doge de Veneza
Brasão de armas de Andrea Contarini
Reinado 1367-1382
Antecessor(a) Marco Conaro
Sucessor(a) Michele Morosini

Andrea Contarini (Veneza 1300/1302 - 1382) foi doge de Veneza de 1368 a 1382, ano da sua morte. Durante o seu dogado, a guerra contra Génova, que acabaria por redimensionar as aspirações genovesas como potência militar e hegemónica no Mediterrâneo, permitiu a Veneza retomar as rotas comerciais e beneficiar de um segundo boom económico, após o primeiro grande momento de expansão comercial na primeira metade do século XIV.

Era membro de uma distinta família veneziana que já tinha dado vários doges à república e eficaz administrador das possessões coloniais venezianas que já existiam no Mar Mediterrâneo, dirigiu expedições mercantes para o decadente Império Bizantino, apoiando a posição hegemónica da República de Veneza sobre o comércio com bizantinos e turcos. Eleito doge em 1368, Contarini teve de enfrentar a rivalidade da República de Génova, competidora de Veneza em comércio no Mediterrâneo. Mandou fundir a sua própria prata e hipotecou as suas propriedades a fim de angariar fundos, e depois, com a ajuda do almirante Victor Pisani, atacou e expulsou os sitiantes genoveses em pleno inverno de 1379-80.[1][2].

A Contarini coube finalizar em 1381 a Guerra de Chioggia (iniciada em 1378) contra a República de Génova, vencendo os genoveses e garantindo o domínio absoluto de Veneza sobre o comercio no Mar Adriático e a preponderância no Mediterrâneo. Embora a República de Génova continuasse com as suas operações comerciais com êxito, os venezianos asseguraram-se poucos anos depois que tinham o domínio sobre os mercados mais rentáveis (Império Bizantino, Egito), deixando aos genoveses as zonas menos exploradas à data (Mar Negro), embora no final da guerra não tenha havido mudanças territoriais entre os dois contendores.

Pese o triunfo, o tesouro público de Veneza estava muito diminuído após a guerra contra os genoveses, e as famílias aristocráticas que mais tinham contribuído para o financiamento da luta tinham entrado com uma queixa no Maggior Consiglio em 1381, reclamando a Contarini um poder político de acordo com o sacrifício que tinham feito para a luta. Envelhecido e enfermo, o doge não pôde responder a estas novas pressões e morreu em 1382.

Bibliografia


Referências


  1. A. da Mosto, I Dogi di Venetia nella vita pubblica e privata (1977)
  2. H.R.Loyn. «Dicionário da Idade Média» (PDF). Consultado em 1 de janeiro de 2012 [ligação inativa]

Precedido por
Marco Cornaro
Doge de Veneza
1367 - 1382
Sucedido por
Michele Morosini


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Andrea Contarini









Categorias: Doges de Veneza | Naturais de Veneza | Mortos em 1382 | Casa de Contarini | Italianos do século XIV | Almirantes da República de Veneza | Guerras veneziano-genovesas




Data da informação: 17.12.2020 03:40:12 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.