Berthe Raharijaona


Berthe Raharijaona (19082003) foi uma advogada, escritora e acadêmica madagascarense.

Biografia


Berthe Raharijaona nasceu em Madagascar em 1908. Estudou na Escola de Ensino Médio Jules Ferry, da qual mais tarde viria a ser presidente de honra da associação de ex-alunos. Em 1929, obteve seu diploma de bacharel, sendo a primeira mulher de seu país a conseguir tal feito.[1] Raharijaona também integrou a Associação de Jovens Cristãos Madagascarense.[2][3]

Raharijaona foi a primeira mulher integrante da ordem dos advogados de Madagascar.[4] Ela trabalhou como advogada honorária no Tribunal de Recursos e também representou clientes perante a Suprema Corte de Madagascar.[5][6]

Além disso, Raharijaona foi uma acadêmica e escritora, escrevendo artigos para o jornal da Academia Madagascarense e publicando trabalhos sobre o histórico dos governantes do país, particularmente das mulheres governantes.[7][8] Ainda na Academia Madagascarense, foi vice-presidente da Seção de Moral e Ciência Política e, em 1987, a instituição organizou eventos para comemorar os 55 anos da participação de Raharijaona.[5][9]

Raharijaona foi casada com Jean, e tinha uma filha, Suzanne, uma socióloga que trabalhou com o Instituto de Pesquisa Científica Madagascarense.[8] Berthe Raharijaona morreu no início de 2003.[1]

Referências


  1. a b «Madagascar: Berthe Raharijaona décédée à 95 ans !» . Afrique de l'Est. All Africa. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  2. Combeau-Mari, Evelyne (1 de agosto de 2011). «The Protestant Mission and Youth Movements» . The International Journal of the History of Sport. 28 (12): 1625–1646. ISSN 0952-3367 . doi:10.1080/09523367.2011.592756  
  3. Lupo, Pietro (2006). Dieu dans la tradition malgache: approches comparées avec les religions africaines et le christianisme (em francês). [S.l.]: KARTHALA Editions. p. 63. ISBN 9782845866621 
  4. «Défaitiste» . La Depeche de Madagascar. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  5. a b Bulletin de l'Académie malgache (em francês). [S.l.]: Impr. officielle de la colonie. 1987. p. xviii 
  6. «Madagascar, Cour suprême, Chambre administrative, 01 août 1984, 85/82-ADM» . Juricaf. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  7. Sermet, Laurent (2009). Une anthropologie juridique des droits de l'homme: les chemins de l'Océan Indien (em francês). [S.l.]: Archives contemporaines. p. 28. ISBN 9782914610926 
  8. a b Nativel, Didier (2004). «Les héritiers de Raombana. Érudition et identité culturelle à Madagascar à l'époque coloniale (fin XIXème siècle-1960), Abstract» . Revue d'Histoire des Sciences Humaines (em francês). no 10 (1): 59–77. ISSN 1622-468X . Consultado em 26 de novembro de 2017 
  9. «Communication jubilaire pour les cinquante cinq ans de vie académique de Mme Berthe Raharijaona-vice président de la section des sciences morales et politiques-avocat honoraire prés la Cour d'appel» . Bulletin de l'Académie Malgache. Africabib. 1987 

Nota











Categorias: Nascidos em 1908 | Mortos em 2003 | Académicos | Advogadas | Escritores de Madagáscar




Data da informação: 17.12.2020 10:00:50 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.