Chester - pt.LinkFang.org

Chester




 Nota: Para outros significados, veja Chester (desambiguação).
Chester
Geografia
País
País
Regiões
Condados cerimoniais
Autoridade unitária
Cheshire West and Chester (en)
Capital de
Reino de Venedócia, Cheshire West and Chester (en)
Área
23,6 km2
Coordenadas
Demografia
População
87 507 hab. ()
Densidade
3 707,9 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
County town (en)
Geminações
História
Fundação
Evento chave
Siege of Chester (en)
Identificadores
Código postal
CH1-4
Prefixo telefônico
01244
Website
Chester (Céstria)
Centro comercial de Chester
País  Inglaterra, no  Reino Unido
População  
  Cidade 118 200[1]

Chester ou, mais raramente, na sua forma portuguesa Céstria,[2] (em galês Caer), é a cidade sede do condado de Cheshire, na Inglaterra. Localiza-se às margens do rio Dee, perto da fronteira com o País de Gales, considerada a porta norte de Gales. Tem uma população de 118 200 habitantes.[3]

É a mais populosa aglomeração urbana do condado não metropolitano de "Oeste de Cheshire e Chester", que tinha uma população de 332 200 em 2014.[4][5] Chester recebeu o estatuto de cidade em 1541.

História


Chester foi fundada como um castro ou fortificação romana, com o nome de Deva Vitoriosa no ano 79 pela Legio II Adiutrix romana. As quatro estradas principais de Chester: Eastgate, Northgate, Watergate e Bridge, seguem os traçados estabelecidos naquele tempo - há quase 2 000 anos atrás. Uma das três principais bases do exército romano, Deva, mais tarde, tornou-se um grande povoado na província romana da Britânia. Após a partida dos romanos no século V, os Saxões fortificaram a cidade contra os Daneses e deram, a Chester, o seu nome atual. A santa padroeira de Chester, Verburga, está enterrada na Catedral de Chester.

Chester foi uma das últimas cidades da Inglaterra a passar para o controle normando durante a conquista normanda da Inglaterra. Guilherme, o Conquistador ordenou a construção de um castelo no local para manter o domício sobre a cidade e a região próxima à fronteira galesa. Em 1071, Guilherme fez, de Hugh Lorentzen, o primeiro Conde de Chester.

Chester tem a reputação de ser a "cidade medieval inglesa por excelência", mas muitos dos seus edifícios são da era vitoriana.[6] Ela possui a mais completa muralha da Grã-Bretanha,[7] e a maior parte dos muros são bens tombados de Grau I (estruturas de excelente interesse nacional arquitetônico ou histórico). A Revolução Industrial trouxe ferrovias, canais e novas rodovias para a cidade, que teve substancial expansão e desenvolvimento - o Paço Municipal de Chester e o Museu de Grosvenor são exemplos da arquitetura vitoriana deste período.

Referências


  1. The Telegraph. Disponível em http://www.telegraph.co.uk/history/10473199/Chester-ten-facts-about-one-of-Europes-prettiest-cities.html. Acesso em 4 de janeiro de 2018.
  2. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  3. The Telegraph. Disponível em http://www.telegraph.co.uk/history/10473199/Chester-ten-facts-about-one-of-Europes-prettiest-cities.html. Acesso em 4 de janeiro de 2018.
  4. The Telegraph. Disponível em http://www.telegraph.co.uk/history/10473199/Chester-ten-facts-about-one-of-Europes-prettiest-cities.html. Acesso em 4 de janeiro de 2018.
  5. «2001 Census: Census Area Statistics Chester (Local Authority)» . Office for National Statistics. Consultado em 27 de setembro de 2008  Também: «Chester in context» . Chester City Council. Consultado em 27 de setembro de 2008. Arquivado do original em 9 de maio de 2008 
  6. Pevsner and Hubbard, pp. 130–131.
  7. Morriss, p. 43.

Ligações externas


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chester
Este artigo sobre Geografia da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o .








Categorias: Chester








Data da informação: 29.05.2020 09:27:09 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.