Cycling Hall of Fame


O Cycling Hall of Fame (em português: "Salão da Fama do Ciclismo") é um serviço dependente da União Ciclista Internacional fundado no ano 2002, cuja missão é comemorar e preservar os valores das corridas ciclistas e dos corredores.

Os ciclistas passam a fazer parte das listas do Cycling Hall of Fame de forma automática quando obtêm algum dos resultados (se consideram dados tanto actuais como históricos) nas principais corridas do ciclismo profissional internacional, de acordo com os critérios estabelecidos pela UCI. A cada um destes resultados tem uma pontuação associada, de maneira que se podem fazer classificações e comparações estatísticas entre os corredores de todas as épocas.

Índice

Sessão inaugural


A 14 de abril de 2002, coincidindo com os actos comemorativos do primeiro centenário da corrida ciclista Paris-Roubaix, a UCI inaugurou a sua nova sede em Aigle, Suíça. Fazendo parte destes actos, estava a criação do Cycling Hall of Fame, que incluiu em sua primeira sessão (dantes de que se pusesse em marcha o actual sistema de rendimento por pontuação) a 57 ciclistas[1] de diferentes disciplinas, em reconhecimento a suas façanhas desportivas e por sua contribuição ao prestígio do ciclismo.[2]

Os corredores eleitos nesta sessão inaugural, foram (por ordem alfabética):

Ciclismo em estrada (masculino)

Ciclismo em estrada (feminino)

Ciclismo em pista (masculino)

Ciclismo em pista (feminino)

Ciclocross (masculino)

Ciclismo de montanha (masculino)

Estatísticas


O website da organização (Site do Cycling Hall of Fame) , desde o ano 2002 publica periodicamente as estatísticas seguintes (inicialmente referidas exclusivamente ao ciclismo em estrada profissional masculino, mas desde 2016 ampliadas ao ciclismo feminino):

As pontuações, como se detalha mais adiante, incluem os resultados das três grandes voltas (Tour de France, Giro d'Italia e Volta a Espanha), as Cinco Clássicas, Jogos Olímpicos e Campeonatos do Mundo de Ciclismo em Estrada.

Admissão


Para poder ingressar no Salão da Fama do Ciclismo, um corredor deve conseguir determinados resultados:

Todos os resultados úteis se acrescentam progressivamente em recorrência da corrida de um corredor. Sobre a base dos resultados obtidos por um ciclista, pode ingressar numa ou em mais classificações do Salão da Fama. A classificação mais prestigiosa é a Combinada, que tem em conta os resultados de todas as competições do calendário.

Sistema de Pontuação


As diferentes corridas do calendário têm alocadas pontuações diferentes, em função de sua importância e de seu prestígio internacional.[3]

Monumentos Clássicos ("Clássicas")

Grandes Voltas

Campeonatos do Mundo

Jogos Olímpicos

Top 100


Os corredores que entram no Top 100 do Salão da Fama do Ciclismo se consideram, de acordo com os princípios descritos, os melhores corredores de todos os tempos.[4]

(Data de actualização dos dados:_12 de dezembro de 2017):

(Corredores em activo)


Posição Corredor País Pontos
1 Eddy Merckx  Bélgica 27.385
2 Bernard Hinault  França 17.545
3 Fausto Coppi  Itália 13.430
4 Jacques Anquetil  França 13.350
5 Miguel Indurain  Espanha 11.565
6 Gino Bartali  Itália 11.555
7 Christopher Froome  Reino Unido 9.680
8 Felice Gimondi  Itália 9.405
9 Louison Bobet  França 9.370
10 Alfredo Binda  Itália 8.340
11 Greg Lemond  Estados Unidos 8.100
12 Sean Kelly  Irlanda 8.095
13 Alberto Contador  Espanha 7.380
14 Francesco Moser  Itália 7.250
15 Rik Van Looy  Bélgica 7.010
16 Jan Janssen  Países Baixos 6.755
17 Joop Zoetemelk  Países Baixos 6.750
18 Roger De Vlaeminck  Bélgica 6.690
19 Laurent Fignon  França 6.540
20 Jan Ullrich  Alemanha 6.510
21 Vincenzo Nibali  Itália 6.420
22 Erik Zabel  Alemanha 6.210
23 Raymond Poulidor  França 6.015
24 Philippe Thys  Bélgica 5.910
25 Alejandro Valverde  Espanha 5.640
26 Costante Girardengo  Itália 5.580
27 Antonin Magne  França 5.505
28 Charly Gaul  Luxemburgo 5.455
29 Gustave Garrigou  França 5.430
30 Lucien Van Impe  Bélgica 5.280
31 Tony Rominger  Suíça 5.275
32 Tom Boonen  Bélgica 5.130
33 Nicolas Frantz  Luxemburgo 5.115
34 Ferdi Kubler  Suíça 5.055
35 Andre Leducq  França 4.920
36 Rik Van Steenbergen  Bélgica 4.900
37 Henri Pélissier  França 4.890
38 Pedro Delgado  Espanha 4.890
39 Fiorenzo Magni  Itália 4.765
40 Peter Sagan  Eslováquia 4.740
41 Giuseppe Saronni  Itália 4.685
42 Federico Bahamontes  Espanha 4.625
43 Bernard Thévenet  França 4.560
44 Laurent Jalabert  França 4.385
45 Sylvère Maes  Bélgica 4.360
46 Giovanni Brunero  Itália 4.260
47 Paolo Bettini  Itália 4.210
48 Ottavio Bottecchia  Itália 4.200
49 Cadel Evans  Austrália 4.175
50 Gianni Bugno  Itália 4.160
51 Firmin Lambot  Bélgica 4.050
52 Marco Pantani  Itália 4.020
53 Lucien Petit-Breton  França 4.020
54 François Faber  Luxemburgo 4.005
55 Claudio Chiappucci  Itália 4.000
56 Freddy Maertens  Bélgica 3.955
57 Fabian Cancellara  Suíça 3.930
58 Johan Museeuw  Bélgica 3.870
59 Stephen Roche  Irlanda 3.735
60 Andy Schleck  Luxemburgo 3.690
61 Nairo Quintana  Colômbia 3.670
62 Learco Guerra  Itália 3.660
63 Luis Ocaña  Espanha 3.645
64 Hennie Kuiper  Países Baixos 3.585
65 Oscar Freire  Espanha 3.555
66 Stan Ockers  Bélgica 3.555
67 Moreno Argentin  Itália 3.495
68 Octave Lapize  França 3.420
69 Gastone Nencini  Itália 3.415
70 Hugo Koblet  Suíça 3.255
71 Louis Trousselier  França 3.240
72 Gaetano Belloni  Itália 3.180
73 Rudi Altig  Alemanha 3.175
74 Maurice Garin  França 3.150
75 Roger Pingeon  França 3.120
76 Carlos Sastre  Espanha 3.000
77 Lucien Buysse  Bélgica 2.985
78 Gilberto Simoni  Itália 2.975
79 Denis Menchov  Rússia 2.940
80 Alex Zulle  Suíça 2.880
81 Georges Speicher  França 2.880
82 Maurice De Waele  Bélgica 2.850
83 Fred De Bruyne  Bélgica 2.820
84 Roberto Heras  Espanha 2.800
85 Alexander Vinokourov 2.730
86 Richard Virenque  França 2.725
87 Georges Ronsse  Bélgica 2.715
88 Ivan Basso  Itália 2.670
89 José Manuel Fuente  Espanha 2.670
90 Walter Godefroot  Bélgica 2.655
91 Albéric Schotte  Bélgica 2.520
92 Henri Cornet  França 2.475
93 Jan Raas  Países Baixos 2.475
94 Herman Van Springel  Bélgica 2.460
95 Joaquim Rodríguez  Espanha 2.450
96 André Darrigade  França 2.400
97 Roger Lapébie  França 2.385
98 Leon Scieur  Bélgica 2.355
99 Franco Balmamion  Itália 2.340
100 Franco Bitossi  Itália 2.320
101 Julián Berrendero  Espanha 2.320

Seis corredores em activo fazem parte da lista dos 100 primeiros; um deles,Christopher Froome figura entre os 10 primeiros.

Classificação por Nações


A soma de todas as pontuações dos ciclistas que figuram em Salão da Fama do Ciclismo, agrupados por suas correspondentes nacionalidades, oferece a seguinte classificação por nações de todos os tempos:[5]

(Data de actualização dos dados:_20 de outubro de 2015):

Posição País Corredores Pontos
1  Itália 187 223.405
2  Bélgica 182 208.955
3  França 127 170.525
4  Espanha 108 103.240
5  Países Baixos 36 34.410
6  Suíça 27 31.690
7  Alemanha 26 27.645
8  Luxemburgo 7 19.315
9  Irlanda 4 12.940
10  Estados Unidos 8 12.675
11  Reino Unido 9 12.255
12  Austrália 10 9.185
13  Rússia 7 7.355
14  Colômbia 13 6.770
15  Dinamarca 8 4.700
16 3 3.330
17  Noruega 3 3.310
18  Eslováquia 2 2.880
19  Suécia 5 2.730
20  Uzbequistão 1 2.085
21  Portugal 3 1.860
22  Letónia 2 1.755
23  Polónia 4 1.570
24  Moldávia 1 1.560
25  Canadá 2 1.125
26  Áustria 2 1.120
27  Lituânia 2 915
28  Ucrânia 2 480
29  Venezuela 1 315
30  Chéquia 1 180
31  Eslovénia 1 135
32  México 1 105
Totais: 795 910.520

NOTA: esta tabela difere parcialmente dos dados oficiais da UCI, porque corrigiram-se três erratas que afectam ligeiramente aos dados de Itália, Espanha e Colômbia, como os três corredores seguintes figuram de forma errónea como espanhóis:

Corredores hispanos que figuram nas listas do Cycling Hall of Fame


Espanhóis

(Data de actualização dos dados:_15 de dezembro de 2017):

Posição Corredor País Pontos
5 Miguel Indurain  Espanha 11.565
13 Alberto Contador  Espanha 7.380
31 Alejandro Valverde  Espanha 5.010
38 Pedro Delgado  Espanha 4.890
42 Federico Bahamontes  Espanha 4.625
63 Luis Ocaña  Espanha 3.645
65 Oscar Freire  Espanha 3.555
76 Carlos Sastre  Espanha 3.000
84 Roberto Heras  Espanha 2.800
89 José Manuel Fuente  Espanha 2.670
95 Joaquim Rodríguez  Espanha 2.450
101 Julián Berrendero  Espanha 2.320
117 Abraham Olano  Espanha 1.980
131 Oscar Pereiro  Espanha 1.800
139 Joseba Beloki  Espanha 1.680
144 Samuel Sánchez  Espanha 1.630
152 Julio Jiménez  Espanha 1.530
154 José Pérez-Francés  Espanha 1.510
163 Bernardo Ruiz  Espanha 1.440
173 Marino Lejarreta  Espanha 1.360
174 Delio Rodríguez  Espanha 1.340
186 Antonio Suárez  Espanha 1.240
187 Emilio Rodríguez Barros  Espanha 1.230
188 Agustín Tamames  Espanha 1.230
194 Jesús Loroño  Espanha 1.180
198 Miguel Poblet  Espanha 1.155
235 Ángel Casero  Espanha 960
240 Jose Pesarrodona  Espanha 960
242 Fernando Escartin  Espanha 930
247 Domingo Perurena  Espanha 900
250 Miguel Maria Lasa  Espanha 880
264 Angelino Costumar  Espanha 825
266 Alvaro Pino  Espanha 810
271 Francisco Gabica  Espanha 810
280 José Maria Jiménez  Espanha 760
286 Faustino Ruperez  Espanha 720
294 Aitor González  Espanha 720
295 Juan José Cobo  Espanha 720
296 Francisco Galdos  Espanha 720
299 Melchor Mauri  Espanha 720
301 Dalmacio Langarica  Espanha 720
327 Alberto Fernández  Espanha 630
331 Angel Arroio  Espanha 600
355 Pedro Torres  Espanha 550
357 Igor Astarloa  Espanha 540
396 Aurelio González  Espanha 505
398 Juan Fernández  Espanha 495
400 Andres Oliva  Espanha 480
410 Vicente Lopez-Carril  Espanha 450
417 Jose-Luis Laguia  Espanha 450
421 Juan Antonio Seta  Espanha 450
472 Eusebio Vélez  Espanha 420
501 Francisco Mancebo  Espanha 360
502 Anselmo Forte  Espanha 360
505 Miguel Pacheco  Espanha 360
510 Pedro Munoz  Espanha 345
523 Fermin Trueba  Espanha 330
530 Mikel Landa  Espanha 315
545 David Arroio  Espanha 270
546 Antonio Karmany  Espanha 270
547 Jose Enrique Gutiérrez  Espanha 270
562 Ezequiel Mosquera  Espanha 240
563 Antonio Jiménez  Espanha 240
564 Diego Chafer  Espanha 240
569 Jesus Montoya  Espanha 240
570 Mikel Zarrabeitia  Espanha 240
571 Jose Segu  Espanha 240
572 Oscar Sevilla  Espanha 240
573 Igor González Galdeano  Espanha 240
574 José Martín Colmenarejo  Espanha 240
575 Mariano Canardo  Espanha 240
577 Luis Otano  Espanha 240
578 Santiago Pérez  Espanha 240
579 Manuel Rodríguez Barros  Espanha 240
580 Manuel Costa  Espanha 240
581 Isidro Nozal  Espanha 240
585 Alfonso Gutiérrez  Espanha 220
591 Francisco Javier Cedena  Espanha 220
598 Vicente Iturat  Espanha 220
599 Vicente Trueba  Espanha 220
602 Salvador Garrafa  Espanha 220
622 Unai Ursa  Espanha 210
636 Carlos Echeverria  Espanha 180
664 Antonio Sancho  Espanha 180
676 Vicente Belda  Espanha 180
680 Bernardo Capo  Espanha 180
686 Juan Gimeno  Espanha 180
689 Jose Serra  Espanha 180
691 Jose Nazabal  Espanha 180
692 José Luis Abilleira  Espanha 180
693 Jose Jabardo  Espanha 180
701 Felipe Yanez  Espanha 180
705 Fernando Manzaneque  Espanha 180
715 Luciano Montero  Espanha 180
716 Laudelino Cubino  Espanha 180
717 Omar Fraile  Espanha 180
728 Ramon Saez  Espanha 135
768 Juan Manuel Garate  Espanha 105
772 Faustino Fernández Ovies  Espanha 105
775 Inaki Gaston  Espanha 105
779 José Luis Navarro Martínez  Espanha 105
780 Mikel Neve  Espanha 105
782 Mariano Díaz  Espanha 90
786 Gregorio San Miguel  Espanha 90
787 Luis Leon Sánchez  Espanha 90
789 Salvador Molina  Espanha 90
791 Egoi Martínez  Espanha 90
793 Aitor Ursa  Espanha 90
794 Carlos Hernández Danço  Espanha 90

Colombianos

(Data de actualização dos dados:_15 de dezembro de 2017):

Posição Corredor País Pontos
61 Nairo Quintana  Colômbia 3.670
160 Luis Herrera  Colômbia 1.445
179 Rigoberto Urán  Colômbia 1.320
285 Esteban Chaves  Colômbia 780
308 Fabio Parra  Colômbia 690
554 Oscar Vargas  Colômbia 270
602 Mauricio Soler  Colômbia 220
605 Santiago Botero  Colômbia 220
610 Freddy González  Colômbia 210
627 José Jaime González  Colômbia 210
666 Félix Cárdenas  Colômbia 180
706 Pacho Rodríguez  Colômbia 180
783 Julián Arredondo  Colômbia 105
800 Martín Farfán  Colômbia 90

Venezuelanos

(Data de actualização dos dados:_15 de dezembro de 2017):

Posição Corredor País Pontos
543 José Rujano  Venezuela 315

Mexicanos

(Data de actualização dos dados:_15 de dezembro de 2017):

Posição Corredor País Pontos
789 Julio Alberto Pérez Cuapio  México 105

Referências externas


Referências


  1. Na seguinte nota de imprensa oficial, se indica erroneamente que são 44.
  2. UCI. «2002 Actualités» . PRESS RELEASE /COMMUNIQUE DE PRESSE: 13.02.2002 : Aigle, SUI (em inglês). Consultado em 1 de novembro de 2017. Arquivado do original em 18 de agosto de 2012 
  3. a b «GERAL INFORMATION» . cyclinghalloffame.com (em inglês). Consultado em 10 de outubro de 2015 
  4. http://www.cyclinghalloffame.com/riders/rankings/ranking_combined_overall.txt
  5. «RANKING BY COUNTRY» . cyclinghalloffame.com (em inglês). Consultado em 10 de outubro de 2015 









Categorias: Hall da fama do esporte | Ciclismo




Data da informação: 24.09.2021 04:03:00 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.