Dicionário - pt.LinkFang.org

Dicionário




Um dicionário é uma compilação de palavras ou dos termos próprios, ou ainda de vocábulos de uma língua, quase sempre dispostos por ordem alfabética e com a respectiva significação ou a sua versão em outra língua. Cada dicionário possui classificações em harmonia com objetivos e finalidades didáticas aos quais se compromete em abranger. Isso muito se deve a uma constante necessidade de atender aos diversificados níveis e áreas de conhecimento, o que resulta na minuciosa classificação dos diferentes dicionários disponíveis que conhecemos hoje.

O dicionário pode ser mais específico e tratar dos termos próprios de uma ciência ou arte.

Índice

Origem


Os dicionários remontam aos tempos antigos. Acredita-se que o dicionário tenha se originado na Mesopotâmia por volta de 2 600 a.C., feito em tabletes com escrita cuneiforme, ele informava repertórios de signos, nomes de profissões, divindades e objetos usuais, que funcionavam como dicionários unilíngues.

Os gregos no século I criaram os lexicons para catalogar os usos das palavras da língua grega. Os gregos e os romanos já os utilizavam para esclarecimentos de dúvidas, termos e conceitos. Todavia, não eram organizados em ordem alfabética. Limitavam-se às definições de termos linguísticos ou literários. Foi somente no fim da Idade Média que houve o surgimento de dicionários e glossários organizados alfabeticamente. Quando as glosas desses manuscritos latinos tornaram-se numerosas, os monges as ordenaram alfabeticamente para facilitar a localização. Com isso, surgiu uma primeira tentativa de dicionário bilíngue latim-vernáculo. Com o advento da imprensa, no século XV, alavancou-se a difusão e o uso de novos dicionários. O estilo de dicionário que usamos atualmente foi incorporado no renascimento com o objetivo de traduzir as línguas clássicas para as modernas em função da bíblia[1].

Tipos


Existem vários tipos de dicionários. Os mais comuns são:

Além dos dicionários supracitados, ainda existem outros que se propõem a atender diversas finalidades como dúvidas e dificuldades de uma língua, de frases feitas, de provérbios, de gírias e expressões regionais e outros.

Dicionário bilíngue


Ver artigo principal: Dicionário bilíngue

O dicionário bilíngue, Português – Latim, com o título “Dictionarium ex Lusitanico in Latinum Sermonem” é considerado o primeiro dicionário da língua portuguesa com 12064 verbetes, reeditado em 1569 com mais 728 entradas. É de autoria de Jerónimo Cardoso (c. 1510-1569) e foi publicado em 1569. No entanto, existe notícia de documentos anteriores a esta data, os quais se consideram perdidos, são estes o “Vocabulario Portuguez muy copioso com declaração da Origem de cada Vocabulo e de que língua emanou” de Duarte Nunes de Leão (c.1530-c.1608), e o “Dictionarium Lusitanum et Latinum” atribuído a Francisco Sanches de Castilho (c. 1558)[2].

Dicionários de língua portuguesa


.

O Vocabulário Português e Latino, de Raphael Bluteau, que foi lançado entre 1712 e 1728, é considerado a primeira tentativa bem-sucedida de edição de um dicionário para a Língua Portuguesa. O Dicionário da Língua Portuguesa, de Antônio Moraes Silva, destaca-se entre os dicionários pioneiros em português. Publicado em Lisboa, em 1789, é reconhecido como o dicionário mais completo na língua. Em 1813, houve um enriquecimento e a publicação de uma segunda edição desse Dicionário que é considerada a edição definitiva de Moraes Silva.

Dicionaristas e suas obras


Utilização dos dicionários


Cada dicionário tem, muitas vezes, sua organização e suas finalidades discriminadas em um prólogo e é recomendável uma interação com tal conteúdo para um melhor aproveitamento da obra. Embora as informações sobre a língua em seu conjunto sejam objeto dos dicionários gerais, léxicos e enciclopédicos, vários dicionários especializados podem trazer um enfoque linguístico (dicionários de sinônimos, analógicos, etimológicos) ou enciclopédico em várias disciplinas, como psicologia, informática, cinema, literatura, ou outros. Além disso, os dicionários usualmente trazem contidos no apêndice, no começo ou no final, uma relação das abreviaturas utilizadas e dos sinais de pontuação específicos e é importante conhecê-los para otimizar seu manuseio.

Funções principais


Ver também


Referências


  1. «Primeiro Dicionário» . Consultado em 27 de março de 2008. Arquivado do original em 2 de abril de 2008 
  2. Verdelho, Telmo. Dicionários Portugueses, Breve História .

Bibliografia


Ligações externas


O Wikcionário tem o verbete Dicionário.

Dicionários: Obras:

Dicionários: On-line

Dicionários: Outras línguas

Traduções









Categorias: Dicionários | Lexicografia | Obras de referência








Data da informação: 30.05.2020 01:42:16 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.