Editora


Uma editora é uma organização, frequentemente uma empresa (embora possa ser algum outro tipo de associação sem fins lucrativos), que coordena o processo de editoração e de publicação de obras literárias (como livros e partituras), discográficas (fonograma) e impressos (como jornais e revistas). Em geral as editoras se especializam em um tipo de publicação e área: livros, livros didáticos, obras de referência, partituras, discos, jornais, revistas e outros. Em geral também é a editora que arca com os custos de produção, divulgação e distribuição.

Atualmente, as três maiores editoras do Brasil, de acordo com o seu faturamento, são: Abril Educação, Livraria Saraiva e Editora FTD, respectivamente.[1][2]

Índice

Editoras de livros


Editoração

Ver artigo principal: Editoração

São as etapas, tarefas e agentes utilizados para a preparação do livro a ser publicado. Compreendem:

  1. Os autores, que criam o conteúdo e em geral também a versão de texto chamada original do autor.
  2. Os escritores, redatores e pessoal de texto podem desenvolver a ideia do autor e redigir a primeira versão do texto a publicar, como em enciclopédias, biografias, manuais, livros didáticos. Segue-se a revisão do texto original, feita por editores de texto, revisores, copidesques, preparadores e outros que fazem o texto final.
  3. Criação das elementos gráficos, ou imagens, chamadas genericamente de ilustrações: desenhos, fotografias, gráficos, tabelas.
  4. O projeto gráfico (também chamado programação visual e design gráfico) determina como os textos e os elementos gráficos serão organizados. Tal projeto varia do meramente funcional às criações artísticas, com qualidades também muito variadas.
  5. Segue-se a etapa de paginação e revisão de provas, em que teoricamente o conteúdo não seria alterado mas dependendo do responsável pela revisão são feitas melhorias e/ou piorias.
  6. Após o fechamento do arquivo e seu envio para a gráfica, ocorre a impressão.

Publicação

Ver artigo principal: Publicação

A Publicação é o processo de tornar pública uma obra (um livro, no caso). Antes de chegar ao leitor, o livro tem de ser divulgado, o que em geral é feito por jornalistas contratados pela editora, e distribuído. A editora pode fazer a distribuição mas as pequenas e médias costumam contratar distribuidores, que recebem porcentagem do preço de capa do livro (em torno de 20%).

A venda pode ser feita pela editora (por exemplo para o governo brasileiro, o maior comprador de didáticos) ou através de livrarias, que recebem os livros em consignação e os expõem para compradores e leitores.

Editoras musicais


Ver artigo principal: Editora musical

Editora musical é uma empresa que editora, publica, comercializa e promove partituras e letras de canções.[3] Elas começaram a aparecer no final do século XIV com a invenção da prensa tipográfica por Gutenberg e tiveram importante influência a partir das revoluções burguesas,[4] especializando-se em contratar compositores de música e autores de letras,[5] quando passaram a ser a forma de comércio de música por excelência.[3] Atualmente, as editoras musicais passaram a funcionar como "intermediários" entre os artistas ou as gravadoras e os compositores, ficando a gravadora responsável pelo processo de produção, de distribuição e de promoção dos fonogramas e as editoras pelos direitos de reprodução do repertório a ser gravado.[3]

Editoras discográficas


Ver artigo principal: Gravadora

Uma gravadora ou editora discográfica é uma empresa que especializa-se em fabricar, desenvolver, distribuir e promover gravações multimídia.[6]

Ver também


Referências


  1. RODRIGUES, Maria Fernanda. Três editoras brasileiras entre as maiores do mundo . Publicado em PublishNews, em 20 de junho de 2011. Página visitada em 24 de setembro de 2013.
  2. VAZ, Tatiana. As 54 maiores editoras do mundo - e as brasileiras entre elas . Publicado em Exame.com, em 01 de abril de 2013. Página visitada em 24 de setembro de 2013.
  3. a b c SUMAN, Katia. O Jabá no Rádio FM: Atlântida, Jovem Pan e Pop Rock. Publicado por Universidade do Vale do Rio dos Sinos, em outubro de 2006.
  4. NAPOLITANO, Marcos. História & Música: História cultural da música popular. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2002.
  5. ZASNICOFF, Dennis. Uma Editora Musical . Publicado em Audição Crítica, em 08 de maio de 2011. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  6. «A organização de uma gravadora» . HowStuffWorks. Consultado em 30 de abril de 2012. Arquivado do original em 21 de agosto de 2013 









Categorias: Editoras




Data da informação: 24.09.2021 12:50:39 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.