Eduardo, o Confessor - pt.LinkFang.org

Eduardo, o Confessor




 Nota: "Santo Eduardo" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Santo Eduardo (desambiguação).
Santo Eduardo, o Confessor
Rei dos Ingleses
Reinado 8 de junho de 1042
a 5 de janeiro de 1066
Coroação 3 de abril de 1043
Antecessor(a) Hardacanuto
Sucessor(a) Haroldo II
 
Esposa Edite de Wessex
Casa Wessex
Nascimento 1003
  Islip, Oxfordshire, Inglaterra
Morte 5 de janeiro de 1066 (63 anos)
  Palácio de Westminster, Londres, Inglaterra
Enterro Abadia de Westminster, Londres
Pai Etelredo II de Inglaterra
Mãe Ema da Normandia
Religião Catolicismo

Eduardo, o Confessor (1003[1]Palácio de Westminster, 5 de janeiro, 1066) foi o penúltimo Rei saxão de Inglaterra, entre 1042 e 1066. Era filho de Etelredo II e de Ema da Normandia.

Juntamente com o pai, o irmão Alfredo e o resto da família, Eduardo fugiu para a Normandia durante a invasão dinamarquesa de 1013. Permaneceu na corte do Duque da Normandia, Roberto I da Normandia até 1041, data em que foi convidado pelo meio irmão Canuto II a regressar a Inglaterra.

No ano seguinte Canuto II morreu, possivelmente envenenado, e Eduardo subiu ao trono restaurando a dinastia saxã que se iniciara com Alfredo, o Grande.

Eduardo foi coroado a 3 de abril de 1043 na Catedral de Winchester.

O exílio na Normandia teve bastante influência no reinado de Eduardo, nomeadamente no favor que concedia aos nobres normandos em desfavor dos saxões e dinamarqueses. A discórdia entre os súditos aumentou e Eduardo acabou por casar com Edite, filha de Goduíno de Wessex, em 1045 para acalmar a situação. O pai de Edite mostrou-se inicialmente favorável, mas depois se revelou um opositor, interessado nas regalias que poderia o reinado inglês oferecer. O casamento não durou nem gerou filhos, pois de comum acordo mantiveram-se castos, já que Eduardo era extremamente religioso, mas Edite e Eduardo se tornaram profundos amigos.

Quando Eduardo morreu em 1066, o seu primo Guilherme, Duque da Normandia declarou-se seu sucessor baseado numa alegada promessa de Eduardo em lhe deixar a coroa de Inglaterra. Os nobres ingleses elegeram Haroldo II, filho de Goduíno de Wessex, mas Guilherme invadiu Inglaterra com um exército de 7000 homens e derrotou-o na Batalha de Hastings.

Eduardo encontra-se sepultado na Abadia de Westminster que mandou construir.

Foi canonizado pelo papa Alexandre III, em 1161.[2]

Ancestrais


Ver também


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Eduardo, o Confessor

Referências


  1. Routledge Revivals: Medieval Scandinavia (1993): An Encyclopedia: "Játvarðar saga ("Jātvarðr's Saga"), the saga of St. Edward the Confessor (1003–1066), is chiefly preserved in the vellum MSS Stock".
  2. S. Eduardo III, rei de Inglaterra, +1066, evangelhoquotidiano.org
Precedido por
Hardacanuto
Rei de Inglaterra
1042 — 1066
Sucedido por
Haroldo II


Este artigo sobre a biografia de um santo, um beato ou um religioso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o .
Este artigo sobre História do Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o .








Categorias: Nascidos em 1003 | Mortos em 1066 | Casa de Wessex | Monarcas da Inglaterra | Santos da Inglaterra | Reis anglo-saxões | Monarcas católicos romanos | Reis católicos da Inglaterra | Monarcas canonizados | Sepultados na Abadia de Westminster | Anglo-normandos | Conquista normanda da Inglaterra | Ingleses do século XI | Normandos do século XI | Naturais de Oxfordshire








Data da informação: 29.05.2020 10:27:44 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.