Ekoka !Kung


Ekoka !Kung - !Xuun Ocidental
Falado em: África do Sul, Namíbia, Angola
Total de falantes: 16 mil – todos !Kung (conf. Brenzinger 2011 e 13)
Família: Kx'a
 !Kung
  Ekoka !Kung - !Xuun Ocidental
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: knw

Ekoka !Kung (Ekoka !Xuun, Ekoka-!Xû, !Kung-Ekoka) ou !Xuun Ocidental (Ju Norte-Centro) é uma variante do “cluster” de dialetos da língua !Kung falados originalmente na área central da fronteira Angola-Namíbia, oeste do rio Okavango, mas desde a Guerra Civil Angolana falados também na África do Sul.

Índice

Dialetos


Heine & Honken (2010) classificam Ekoka no ramo Norte-Ocidental das ǃXuun (ǃKung), onde Ekoka é equivalente ao ramo ocidental. Distinguem-se três variedades:[1]

Coloquem-se em seu próprio ramo, que é chamado "Ju Central-Norte":

Escrita


A língua Ekoka ǃKung usa uma forma do alfabeto latino sem as letras F, J, Q, R, V. Usam-se 45 combinações de 2 ou 3 das outras letras e há 56 símbolos para os cliques.[2]

Fonologia


Consonantes

Ekoka ǃKung tem um sistema de som similar ao da língua Juǀʼhoan. No entanto, as séries de cliques palatais, [ǂ] etc , têm uma liberação lateral fricativa. Esses são provisoriamente transcritos [ǃ͡s], e comportam-se de forma semelhante aos cliques palatais (em vez de alveolares) em termos de não seguir a restrição de vogal posterior.

Além dos doze 'acompanhamentos' de cliques em Juǀʼhoansi, Ekoka pré-glotaliza os cliques nasais, como / ʔᵑǃ /. Esses não são comuns entre linguisticamente, mas também são encontrados nas línguas Taa e ǂHoan.

König & Heine (2001) relatam o seguinte inventário, com os cliques analisados por Miller (2011). Uma das séries de cliques, chamada "fortis" em König & Heine, só é atestada em dois lugares de articulação; não está claro a que isto corresponde na tabela abaixo. Há também / mb, nd, ŋɡ / pré-nasalizados em empréstimos Bantos.

Bilabial Alveolar Post-
alveolar
Palatal Velar Clique Correspondente Glotal
Nasal m
n
ɲ
 
ŋ
 
 
ᵑ̊ǃʰ
ᵑǃ
ᵑǃʱ
Oclusiva/ Africada p
b
t
 
d


 
 
tʃʰ
k
g
ǃ
ǃʰ
ᶢǃ
ᶢǃʱ
ʔ
 
ᵑ̊ǃˀ ᵑǃˀ
tᵡ dᵡ tʃᵡ ǃᵡ ᶢǃʶ
tʃʼ dʒʼ dʃᵡʼ kxʼ ǃ͡kxʼ ᶢǃ͡kxʼ
Fricativa ʃ x ɦ
Aproximante
(Lateral)
j w
l
/tʰ/ se apresenta como post-alveolar; cf. o epiglotalizado /tʜ/ encontrado no dialeto Juǀ'hoan,embora isso possa ser um erro de alinhamento. Similarlmente, /tʃʰ/ se apresenta como palatal quando junto com /tʃᵡ, dʃᵡʼ/ e um contraste com a post-alveolar /tʃ/.

Mais recentemente, Heine & König descobriram que Ekoka! Kung também tem uma série de consoantes nasais pré-glotalizadas, incluindo cliques nasais pré-glotalizados:[3]; :/ˀm, ˀn, ˀᵑǀ, ˀᵑǃ, ˀᵑǂ, ˀᵑǁ/

Vogais

Ekoka tem um conjunto completo de vogais modais e murmuradas (sopradass), bem como vogais posteriores faringealizadas e um conjunto reduzido de modais, murmuradas e faringelizadas vogal nasal:

"eu e um o u - eh ah ah uh - aq oq uq - em um un - ahn ohn - aqn oqn uqn

Contrastes fonêmicos em Ekoka incluem:* Clique pulmônico - twa terminar vs ǂwa imitar

Tipologia


Linguisticamente, ǃKung é geralmente denominado como língua não-aglutinante, significando que os significados das palavras são alterados pela adição de outras palavras separadas, ao invés da adição de afixos ou da mudança da estrutura da palavra. Existem alguns sufixos - por exemplo, os plurils distributivos são formados com o sufixo substantivo '-si' ou '-mhi' , mas no significado principal é dado apenas por uma série de palavras e não por agrupamento de afixos.

ǃKung não distingue plural formal, e os sufixos '-si' e '-mhi' são opcionais em uso. A ordem das palavras numa frase é advérbio – sujeito – verbo – objeto e, neste, é semelhante ao português: “a cobra morde o homem” é representada por 'ǂʼaama nǃei zhu' (' ǂʼaama '- cobra,' nǃei '- morder,' zhu '- homem). ǃ Kung-ekoka usa contornos de tons de palavras e frases, e tem um vocabulário muito bem diferenciado para os animais, plantas e condições nativas do deserto de Kalahari, onde o idioma é falado. Por exemplo, o gênero de planta Grewia é referido por cinco palavras diferentes, representando cinco espécies diferentes desse gênero.

Notas


  1. Heine, B. and Honken, H. 2010. "The Kx'a Family: A New Khoisan Genealogy" Arquivado agosto 31, 2017 no WebCite . Journal of Asian and African Studies (Tokyo), 79, p. 5–36.
  2. [ http://www.omniglot.com/writing/ekokakung.htm Escrita Ekoka !Kung em Omniglot}
  3. Gerlach, Linda (2015) "Phonetic and phonological description of the Nǃaqriaxe variety of ǂ’Amkoe and the impact of language contact". PhD dissertation, Humboldt University, Berlin

Bibliografia


Ligações externas











Categorias: Línguas da África do Sul | Línguas de Angola | Línguas da Namíbia | Línguas Kx'a




Data da informação: 17.12.2020 01:58:43 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.