Fürst - pt.LinkFang.org

Fürst


Fürst (pronúncia em alemão: [ˈfʏʁst] (escutar ), forma feminina Fürstin e no plural Fürsten; a partir do alto-alemão antigo furisto "o primeiro", uma tradução do latim princeps) é uma palavra alemã para um governante e é também um título principesco. Fürsten foram, desde a Idade Média, os membros da mais alta nobreza , que governaram os estados do Sacro Império Romano-Germânico e mais tarde seus antigos territórios, sob a autoridade do cáiser (Kaiser) (imperador romano-germânico) ou do König (rei).[2] Um Príncipe do Sacro Império Romano foi um governante soberano, monarca, de um Estado Imperial que estava sujeito ao Imperial Imediatismo nos limites do Sacro Império Romano.[2] O território governado é conhecido em alemão como um Fürstentum (principado),[3] a referida dinastia familiar como uma Fürstenhaus (Casa Principesca), e os descendentes (não-reinante) de um Fürst eram titulados e referidos como Prinz (príncipe) ou Prinzessin (princesa).[4]

No português é usado o termo Príncipe para ambos os conceitos. Baseado no alfabeto de línguas latinas (francês, italiano, romeno, espanhol) também empregam um único termo, considerando que o holandês , bem como as línguas escandinavas e eslavas (russo, polonês, sérvio, etc.) usam separado, em termos semelhantes aos usados em alemão (ver knyaz para os últimos).

Desde a Idade Média, o alemão designa o título Fürst a:

Índice

Uso do título na Alemanha


O título Fürst (forma feminina Fürstin, feminino plural Fürstinnen) é usado para os chefes de casas principescas de origem germânica (em alemão uma Fürstenhaus). A partir do final da Idade Média refere-se a qualquer vassalo do Imperador Romano-Germânico governando através de uma imediatidade imperial. A menos que ele também detivesse um título de nível superior, como o de Grão-Duque ou Rei, ele era reconhecido pela fórmula "Fürst von + [origem geográfica da dinastia]", ou pela fórmula "Fürst zu + [nome do território que governa]". Estas formas podem ser combinadas, como em "...von und zu Liechtenstein".

O rank do detentor do título é determinado não pelo título em si, mas pelo seu grau de soberania, do rank de seu suserano, ou a idade da família principesca (observe os termos Uradel, Briefadel, altfürstliche, neufürstliche ver nobreza alemã). O Fürst (Príncipe) classificado abaixo do Herzog (Duque) na hierarquia do Sacro Império, mas os príncipes não necessariamente estavam abaixo dos duques não-alemães em outras partes da Europa. Da mesma forma, o estilo normalmente associado com o título de Fürst no período pós-medieval da Europa, Durchlaucht (traduzido como "Alteza Serena"), foi considerado inferior ao Hoheit ("Alteza") na Alemanha, embora não em França.

Os atuais governantes soberanos do Principado de Liechtenstein ostentam o título de Fürst e o título também é usado em alemão quando referir-se aos príncipes de Mônaco. Os governantes hereditários dos principados da Bulgária, Sérvia, Montenegro e Albânia também foram citados em alemão como Fürsten antes de assumirem o título de "Rei" (König).

Outros usos em língua alemã


Fürst é usado, em geral, em alemão para se referir a qualquer governante, como um rei, um duque ou um Fürst em sentido amplo (como no livro O Príncipe de Nicolau Maquiavel). Antes do século XII, os condes foram também incluídos neste grupo, de acordo com sua utilização no Sacro Império Romano-Germânico, e em alguns contextos históricos ou cerimoniais, o termo Fürst podia estender-se a qualquer senhor.

Os descendentes de um Fürst quando o título não fosse restringido por patente ou personalizado para os homens na primogenitura, era distinto do título do chefe da família utilizado pelo prefixo Prinz ("Príncipe", do latim Princeps, feminino Prinzessin).

Um nobre de uma família não dinástica, por exemplo, que nunca reinou ou foi mediatizado, pode também ser um Fürst pelo soberano, caso em que o beneficiário e seus herdeiros são considerados titulares ou nominalmente príncipes, desfrutando apenas do título principesco honorário. Em famílias assim, elevada ao título principesco (geralmente como recompensa por serviços militares, políticos, etc), ou após o século XVIII, os cadetes muitas vezes mantinham apenas o título de Conde (Graf), como Bismarck, Hardenberg, Eulenberg), mas em alguns casos, o título de Fürst foi compartilhado igualmente por todos os homens da linha de descendentes masculinos do beneficiário original (por exemplo: as famílias de Wrede, Hohenberg e Urach).

Títulos derivados


Vários títulos foram derivados a partir do termo Fürst:

Origens e cognatos


A palavra Fürst designa a cabeça (o "primeiro") de um governantes de uma casa real, ou o chefe de um ramo cadete. O "primeiro" se origina da antiga Germânia, quando o primeiro era o líder na batalha.

Vários cognatos da palavra Fürst existem em outras línguas europeias (ver lista extensa sob Príncipe), às vezes apenas usada para um governante principesco. Derivado do latim princeps (ironicamente, um título republicano no direito romano, que nunca reconheceu formalmente um estilo monárquico para o executivo Chefe de Estado mas nominalmente mantidos pelos cônsules como chefe do colégio de magistrados) é usado para uma casta gama em alguns idiomas (por exemplo, holandês e frísio, onde um governante é normalmente chamado de vorst (frísio foarst), mas um príncipe de sangue é sempre com o estilo prins; e no islandês onde fursti é um governante, e um príncipe de sangue real é prins (nestas línguas não são utilizadas maiúsculas na escrita de títulos, a menos, claro, que eles ocorrem, como a primeira palavra de uma frase)), enquanto em outros idiomas somente um princeps derivada palavra é utilizada para ambos independentemente (por exemplo, português usa príncipe para ambos). Em qualquer caso, o original (alemão ou outros) termo também pode ser usado.

Referências


  1. a b Siebmacher, Johann; Weber, Hilmar Hermann (1890). Siebmacher's Grosses und allgemeines Wappenbuch: in einer neuen. Einleitungsband. Abt. A, B. [Siebmacher's Coat of Arms Volumn: in a new introductory version ... Section A, B, Otto Titan von Hefner] (em German). Nuremberg: Otto Titan von Hefner [ligação inativa]
  2. a b c d e «Definition of the German title Fürst» . Duden (em alemão) 
  3. «Definition of Fürstentum» . Duden (em alemão) 
  4. «Definition of the German title Prinz» . Duden (em alemão) 

Bibliografia










Categorias: Nobreza | Títulos nobiliárquicos da Alemanha | Palavras, frases e expressões em alemão | Chefes de Estado | Títulos de nobreza | Príncipes | Príncipes do Sacro Império Romano-Germânico | Títulos de realeza








Data da informação: 17.12.2020 02:36:06 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.