Faustina, a Maior - pt.LinkFang.org

Faustina, a Maior


 Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Faustina.
Faustina, a Velha
Imperatriz-consorte romana
Reinado 11 de julho de 138-140
Consorte Antonino Pio
Antecessor(a) Vibia Sabina
Sucessor(a) Faustina, a Menor
Dinastia Nerva-antonina
Nome completo Annia Galeria Faustina Major
Nascimento c. 21 de setembro de 100[1]
  Roma
Morte 140 (40 anos)
Filho(s) Marco Aurélio Fúlvio Antonino
Marco Galério Aurélio Antonino
Aurélia Fadila
Faustina, a Jovem
Pai Marco Ânio Vero
Mãe Rupília Faustina

Faustina, a Maior (em latim: Annia Galeria Faustina Major), também chamada de Faustina, a Velha ou Faustina I, foi uma imperatriz-consorte romana, esposa do imperador Antonino Pio.

Índice

Primeiros anos


Faustina era a única filha conhecida do cônsul e prefeito Marco Ânio Vero e Rupília Faustina. Seus irmãos eram o cônsul Marco Ânio Libo e o pretor Marco Ânio Vero. Suas tias maternas eram a imperatriz Víbia Sabina e Matídia Menor. Seu avô paterno tinha o mesmo nome que seu pai e seus avós maternos eram Salonina Matídia (sobrinha do imperador Trajano) e o cônsul sufecto Libo Rupílio Frugi. Faustina nasceu e foi criada em Roma.

Família e filhos


Entre 110 e 115, ainda apenas uma cidadã romana, Faustina se casou com Antonino Pio e o casal teve um casamento muito feliz. Ela deu-lhe quatro filhos, dois meninos e duas meninas:

Faustina, a Jovem, foi a única a chegar à idade adulta.

Imperatriz


Em 10 de julho de 138, seu tio, o imperador Adriano, morreu e seu marido, filho adotivo e herdeiro dele, se tornou o novo imperador. Faustina se tornou imperatriz e o senado lhe concedeu o título de augusta. Faustina era muito respeitada e renomada por sua beleza e sabedoria. A Historia Augusta criticou-a por ser de uma "franqueza excessiva" e ser "frívola". Por toda a vida, como cidadã e imperatriz, Faustina esteve envolvida em ações de caridade para os pobres, patrocinando e apoiando a educação de crianças romanas, particularmente garotas.

Morte e legado


Quando Faustina morreu, Antonino lamentou profundamente sua perda. Ela foi deificada e sua apoteose (ascensão) foi retratada numa coluna honorária. Antonino também mandou construir o Templo de Faustina no Fórum Romano, com sacerdotisas permanentes. Além disso, diversas moedas foram cunhadas com sua imagem, com bela decoração e trazendo a inscrição DIVA FAVSTINA ("Faustina Divina"). Antonino fundou uma escola chamada Puellae Faustinianae ("Garotas de Faustina"), para continuar o trabalho assistencial da falecida esposa e criou uma nova alimenta (ver Suprimento de grãos para a cidade de Roma) para os pobres.

Em agosto de 2008, arqueólogos desenterraram na Turquia a cabeça de uma estátua da imperatriz,[2] além de partes de uma estátua de seu genro, o imperador Marco Aurélio.[3][4]

Árvore genealógica


Ver também


Faustina, a Maior
Nascimento: c. 100 Morte: 140
Títulos reais
Precedido por:
Víbia Sabina
Imperatriz-consorte romana
138–140
Sucedido por:
Faustina, a Jovem

Referências


  1. Birley, Anthony. Marcus Aurelius, Routledge, p. 243. Routledge, 2000. ISBN 0-415-17125-3
  2. BBC Brasil. «Arqueólogos desenterram cabeça de imperatriz romana» . Consultado em 19 de março de 2010 
  3. Folha. «Arqueólogos desenterram estátua de imperador romano» . Consultado em 28 de março de 2010 
  4. Terra. «Arqueólogos desenterram estátua de imperador romano» . Consultado em 29 de março de 2010 

Ligações externas


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Faustina, a Maior
  • «Antonino Pio» (em inglês). Roman Emperors. Consultado em 28 de julho de 2013 
  • «Antonino Pio» (em inglês). Consultado em 28 de julho de 2013 
  • «Faustina» (em inglês). Roman Provincial Coinage Online. Consultado em 28 de julho de 2013 
  • «Faustina» (em inglês). Livius.org. Consultado em 28 de julho de 2013 
  • «Faustina» (em inglês). ForumAncientCoins.com. Consultado em 28 de julho de 2013 








Categorias: Nascidos em 100 | Mortos em 140 | Imperatrizes romanas | Romanos antigos do século II | Pessoas deificadas | Annii | Mulheres do século II | Galerii








Data da informação: 17.12.2020 11:44:10 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.