Francisca Brandon - pt.LinkFang.org

Francisca Brandon


Francisca Brandon
Duquesa de Suffolk
Marquesa de Dorset
Possível retrato da duquesa, c. 1560.
Cônjuge Henrique Grey, 1.º Duque de Suffolk
Adrian Stokes
Descendência Joana Grey
Catarina, Condessa de Hertford
Maria Grey
Isabel Stokes
Casa Brandon (por nascimento)
Grey (por casamento)
Nascimento 16 de julho de 1517
  Hatfield, Hertfordshire, Inglaterra
Morte 20 de novembro de 1559 (42 anos)
  Londres, Inglaterra
Enterro Abadia de Westminster
Pai Carlos Brandon, 1.º Duque de Suffolk
Mãe Maria Tudor
Assinatura

Francisca Brandon (em inglês: Frances; Hatfield, 16 de julho de 1517 - Londres, 20 de novembro de 1559) foi a filha primogênita de Maria Tudor, e de seu segundo marido Carlos Brandon, 1.º Duque de Suffolk. Ela foi mãe de Lady Jane Gray, de fato rainha da Inglaterra e Irlanda de 10 de julho a 19 de julho de 1553,[1] bem como Lady Katherine Grey e Lady Mary Gray. O primeiro marido da mãe de Francisca foi o rei Luís XII de França.

Biografia


Francisca casou-se em Londres, na capela de sua casa em Southwark em 1534 com Henrique Grey, 1.º Duque de Suffolk, que era então marquês de Dorset. O casal adquiriu o Ducado de Suffolk após a morte dos irmãos mais velhos dela.

Em 1530 tomou posse de Bradgate, mansão que juntava as amenidades de um pavilhão de caça com os confortos de uma vila privadaonde nasceram as suas filhas. Entretanto, o Marquês de Dorset ganhara ambição, sem estabilidade de propósito, por sua vida incerta na corte e nas guerras com a França, intrigas em busca de favores. Compatira por riqueza e posição com sucesso apenas moderado. Era a época de homens novos, mas ele pertencia à velha aristocracia, pois o avô, o primeiro marquês, era filho de Isabel Woodville, enteado de Eduardo IV, avô materno de Henrique VIII.

Francisca e Henrique Grey ficaram casados dois anos, nascendo um filho, morto com poucos meses, e uma filha, com idêntico destino. Joana Grey nasceu no mesmo ano e mês – outubro de 1537 – em que nasceu Eduardo VI, filho do rei Henrique e sua terceira esposa, Jane Seymour. Os Dorsets tinham planos para Jane. Eduardo VI, que sucederia o pai em 1547 aos nove anos, era considerado o único herdeiro legal pois as meia-irmãs tinham sido declaradas ilegítimas. O rei fizera o Parlamento passar um Ato que lhe permitia deixar a coroa por testamento, e, se quisesse, afastar as filhas. O que não fez: no testamento, deixou a coroa para Eduardo, Maria e Isabel, nessa ordem. Se nenhum deles tivesse herdeiros, a sucessão caberia a Francisca Dorset e seus filhos, e depois a sua irmã Leonor Brandon, e seus filhos.

Após a morte de Eduardo VI e o breve reinado de Joana Grey, Brandon foi perdoada e casou, em 1554, com Adrian Stokes. Ela está enterrada na Abadia de Westminster.

Descendência


Referências


  1. Williamson, David (2010). Kings & Queens. National Portrait Gallery Publications. p. 95. ISBN 978-1-85514-432-3
Precedida por:
Catarina Willoughby
Duquesa consorte de Suffolk

1551 - 1554
Sucedida por:
Ninguém

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Francisca Brandon









Categorias: Nascidos em 1517 | Mortos em 1559 | Casa de Tudor | Família real britânica | Filhas de duques | Católicos romanos do período Tudor | Católicos do Reino Unido | Mulheres do período Tudor | Mulheres do século XVI | Herdeiros ao trono inglês | Duquesas de Suffolk | Família Brandon | Sepultados na Abadia de Westminster | Naturais de Hertfordshire | Ingleses do século XVI | Família Grey




Data da informação: 18.12.2020 12:57:32 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.