Franquia de mídia


Uma franquia de mídia (português brasileiro) ou franquia de média (português europeu), também denominada franquia midiática (português brasileiro) ou mediática (português europeu) ou franquia cultural, é uma modalidade de franquia em que o bem licenciado é uma propriedade intelectual abstrata. O produto conceitual pode ser uma história, um enredo etc. que é licenciado para determinado meio (por exemplo: publicação em livro, programa de televisão, jogo eletrônico). Quando o licenciamento envolve vários meios simultâneos, pode-se falar em franquia multimídia/multimédia.

O licenciamento pode incluir as personagens, o cenário e as marcas registradas de uma obra original (geralmente, uma obra de ficção), como um filme, uma obra literária, um programa de televisão ou um jogo eletrônico.[1] Também frequentemente se incluem no contrato de franquia as ações de merchandising e promoções associadas, como o lançamento de bonecos de personagens da série, brinquedos, roupas etc.

Conforme o meio de divulgação selecionado para o franqueamento, este denomina-se franquia televisiva, franquia cinematográfica,[2] franquia de jogos etc.

Índice

Na televisão


Algumas das franquias televisivas mais conhecidas atualmente são os programas Big Brother e The Voice, mas este formato também é utilizado com frequência para a venda de enredos de novelas (exemplo: Yo soy Betty, la fea), programas de humor, entre outros.

É comum uma série televisiva de sucesso lançar uma franquia no formato em quadrinhos (gibi ou mangá). O inverso também pode ocorrer: uma história em quadrinhos ou série literária pode ser transposta para a televisão, como nos exemplos do anime Dragon Ball e Sítio do Picapau Amarelo.

No cinema


As franquias de filme mais rentáveis até o ano de 2014 foram Harry Potter, Star Wars, James Bond, Indiana Jones, Piratas do Caribe e O Senhor dos Anéis.

As franquias de duração mais prolongada são James Bond, Godzilla, Sexta-Feira 13, A Nightmare on Elm Street, Batman e Star Trek. Nestes casos, frequentemente ocorre a substituição dos atores principais à medida em que envelhecem, ou pelo fato de a história atravessar várias gerações, como é o caso de Star Trek.

Ver também


Referências


  1. Lemke, Jay (2004). «Critical Analysis across Media: Games, Franchises, and the New Cultural Order» (PDF). First International Conference on CDA. Consultado em 16 de Setembro de 2013 
  2. Franquia de mídia









Categorias: Franquias de mídia




Data da informação: 17.12.2020 03:11:10 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.