Iberê Camargo - pt.LinkFang.org

Iberê Camargo


Iberê Camargo
Nome nativo Iberê Bassani de Camargo
Nascimento 18 de novembro de 1914
Restinga Seca, Rio Grande do Sul, Brasil
Morte 9 de agosto de 1994 (79 anos)
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Sepultamento Cemitério da Santa Casa de Misericórdia
Nacionalidade Brasil
Cidadania Brasil
Ocupação pintor, professor e gravurista

Iberê Camargo (Restinga Seca, 18 de novembro de 1914Porto Alegre, 9 de agosto de 1994) foi um pintor, professor e gravurista brasileiro.[1]

Índice

Biografia


Iberê Camargo iniciou seus estudos ainda no Rio Grande do Sul, na Escola de Artes e Ofícios da Cooperativa da Viação Férrea de Santa Maria. Já em Porto Alegre, estudou pintura de forma autodidata, com breve orientação de João Fahrion. Em 1942 chegou ao Rio de Janeiro, onde ingressou na Escola Nacional de Belas-Artes. Frustrado com o academismo vigente, abandonou a Escola e, por recomendação de Candido Portinari, passou a frequentar o curso livre de Alberto da Veiga Guignard. Em 1953 fundou o Curso de Gravura em Metal no Instituto Municipal de Belas Artes do Rio de Janeiro, lecionando mais tarde essa técnica em permanências mais ou menos longas em Porto Alegre e em outras cidades, inclusive do exterior. Em Porto Alegre, foi um dos grandes incentivadores para a criação do Atelier Livre. Em 1948, Iberê e Maria Coussirat viajaram para a Europa, onde permaneceram durante dois anos e meio. Em Roma, Iberê estudou pintura com Giorgio de Chirico, gravura com Carlo Alberto Petrucci e materiais com Leoni Augusto Rosa. Em Paris, freqüentou a Academia André Lhote, atraído tanto pela leitura do Tratado da Paisagem quanto pela fama de grande professor que esse possuía.

Embora Iberê tenha estudado com figuras representativas de variadas correntes estéticas, não se pode afirmar que tenha se filiado a alguma. Suas obras estiveram presentes, e sempre representadas, em grandes exposições pelo mundo inteiro, como na Bienal de São Paulo e na Bienal de Veneza. Iberê Camargo foi uma grande referência para a arte gaúcha e brasileira em geral.

Iberê teve apenas uma filha, Gerci, fruto de um romance passageiro na década de 1930. Gerci Camargo deu-lhe dois netos, Carlos Iberê e Doralice, e três bisnetos.

Assassinato


Em 5 de dezembro de 1980, durante uma briga na Rua Sorocaba, no Rio de Janeiro, Iberê, então com 66 anos, atirou com seu revólver no engenheiro Sérgio Alexandre Esteves Areal, de 32 anos, que veio a falecer.[2] Preso em flagrante, ficou detido por 28 dias no Batalhão de Choque da Polícia Militar.[3] Alegando legítima defesa, foi absolvido liminarmente em 30 de janeiro de 1981,[4] veredito confirmado em 2 de junho de 1982.[5]

Depois da confirmação da absolvição, abalado com os acontecimentos, mudou-se para Porto Alegre. A análise dos trabalhos seguintes do pintor indicam que o evento o afetou profundamente, tornando sua obra mais figurativa, em tons mais sombrios.

Fundação Iberê Camargo


Em 1995, no ano seguinte à sua morte, foi criada a Fundação Iberê Camargo, com sede na antiga moradia do artista, no bairro Nonoai, que tem como objetivos a preservação, o estudo e a divulgação da obra do artista. Em 2008, a sede mudou-se para o bairro Cristal, em um prédio projetado pelo renomado arquiteto português Álvaro Siza. O projeto ganhou Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza em 2002 e o Mies Crown Hall Americas Prize em 2014.

Cronologia


Referências


  1. Francisco Dalcol (18 de novembro de 2014). «Centenário de Iberê Camargo celebra um dos maiores pintores brasileiros» . Zero Hora. Consultado em 18 de novembro de 2014 
  2. «Iberê Camargo mata engenheiro na rua com 5 tiros» . O Globo. 6 de dezembro de 1980. p. 15. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  3. «Iberê Camargo recebe habeas e deixa a prisão» . O Globo. 6 de janeiro de 1981. p. 11. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  4. «Absolvido liminarmente o pintor Iberê Camargo» . O Globo. 31 de janeiro de 1981. p. 11. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  5. «Tribunal mantém absolvição liminar de Iberê Camargo» . O Globo. 3 de junho de 1982. p. 15. Consultado em 13 de setembro de 2017 

Ligações externas











Categorias: Nascidos em 1914 | Mortos em 1994 | Pintores do Rio Grande do Sul | Gravadores do Rio Grande do Sul | Arte-educadores do Brasil | Desenhistas do Rio Grande do Sul | Professores do Rio Grande do Sul | Sepultados no Cemitério da Santa Casa de Misericórdia | Naturais de Restinga Sêca




Data da informação: 17.12.2020 12:27:48 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.