Ishikawa Goemon


Ishikawa Goemon
石川 五右衛門
Goemon interpretado pelo ator kabuki Arashi Hinasuke II (uma pintura de 1863 por Toyokuni III)
Nascimento 24 de Agosto de 1558
Morte 8 de outubro de 1558 (-36 anos)
Nanzen-ji, Kyoto, Japão
Nacionalidade Japonês
Ocupação Ladrão
Causa da morte Execução fervido vivo

Morte por Fervura

Ishikawa Goemon (石川 五右衛門 Ishikawa Goemon?, 24 de Agosto de 1558 – 8 de Outubro de 1594) era um semilendário herói japonês fora da lei que roubava ouro e outros objetos de valor para dar aos pobres. Ele e seu filho foram cozidos vivos em público após a tentativa fracassada de assassinato contra o senhor da guerra do período Sengoku, Toyotomi Hideyoshi. Sua lenda vive na cultura popular japonesa contemporânea, muitas vezes dando a ele habilidades ninja muito exageradas.

Índice

Vida


Há pouca informação histórica sobre a vida de Goemon, e como ele se tornou um herói popular, seus antecedentes e origens foram amplamente especulados. Em sua primeira aparição nos anais históricos, na biografia de Hideyoshi, em 1642, Goemon foi chamado simplesmente de ladrão. Quando sua lenda se tornou popular, várias façanhas antiautoritárias foram atribuídas a ele, incluindo uma suposta tentativa de assassinato contra o senhor da guerra do clã Oda, Oda Nobunaga.[1][2]

Existem muitas versões do passado de Goemon e relatos de sua vida. Segundo um deles, ele nasceu como Sanada Kuranoshin em 1558 em uma família de samurais a serviço do poderoso clã Miyoshi na província de Iga . Em 1573, quando seu pai (possivelmente Ishikawa Akashi [3] ) foi morto pelos homens do shogunato de Ashikaga (em algumas versões sua mãe também foi morta), Sanada, de 15 anos, jurou vingança e começou a treinar as artes do Iga ninjutsu com Momochi Sandayu (Momochi Tamba). Ele foi forçado a fugir quando seu mestre descobriu o romance de Sanada com uma de suas amantes (mas não antes de roubar uma espada premiada de seu professor). Algumas outras fontes afirmam seu nome como Gorokizu (五郎吉?) e dizem que ele veio da província de Kawachi e não era um nukenin (ninja fugitivo). Ele então se mudou para a região vizinha de Kansai, onde formou e liderou um bando de ladrões e bandidos como Ishikawa Goemon, roubando os ricos senhores feudais, comerciantes e clérigos, e dividindo o saque com os camponeses oprimidos.[4] De acordo com outra versão, que também atribuiu uma tentativa fracassada de envenenamento de Nobunaga a Goemon, ele foi forçado a se tornar um ladrão quando as redes ninjas foram quebradas.[5]

Há também vários relatos conflitantes da execução pública de Goemon, fervido em frente ao portão principal do templo budista Nanzen-ji em Quioto,[6] incluindo, entre outros, os seguintes:

Até a data de sua morte é incerta. Alguns registros dizem que isso ocorreu no verão, enquanto outro data no dia 8 de outubro (que é depois do meio do outono japonês). Antes de morrer, Goemon escreveu um famoso poema de despedida, dizendo que, não importa o quê, sempre haverá ladrões. Uma lápide dedicada a ele está localizada no templo Daiunin, em Kyoto.[10] Uma grande banheira em forma de chaleira de ferro agora é chamada de goemonburo ("banho de Goemon").[11][12]

No drama kabuki


Ishikawa Goemon é o tema de muitas peças clássicas de kabuki . O único que ainda se apresenta hoje é Kinmon Gosan no Kiri ( The Golden Gate e Paulownia Crest ), uma peça de cinco atos escrita por Namiki Gohei em 1778.[13] O ato mais famoso é "Sanmon Gosan no Kiri" [14] ("O Portão do Templo e a Crista de Paulownia"), no qual Goemon é visto pela primeira vez sentado no topo do portão de Sanmon em Nanzen-ji. Ele está fumando um cachimbo de prata enorme chamado kiseru e exclama: "A vista da primavera vale mais que mil peças de ouro, ou é o que dizem, mas é muito pouco, muito pouco. Esses olhos de Goemon avaliam que vale dez mil! ". Goemon logo descobre que seu pai, um homem chinês chamado Sō Sokei, foi morto por Mashiba Hisayoshi (um popular apelido de kabuki para Hideyoshi) e ele parte para vingar a morte de seu pai. Ele também aparece em algumas versões do famoso Conto dos Quarenta e Sete Rōnin . Em 1992, Goemon apareceu na série kabuki de selos postais japoneses.[15]

Na cultura popular


Geralmente, existem duas maneiras pelas quais Goemon tem sido retratado com mais frequência na cultura popular moderna: um jovem e esbelto ninja ou um bandido japonês enorme e musculoso. Ele já foi retratado em literatura, cinema, mangá, anime, videogame e em outras mídias.

Goemon foi tema de vários filmes japoneses antes da Segunda Guerra Mundial, como Ishikawa Goemon Ichidaiki e Ishikawa Goemon no Hoji .[16][17] Ele é um vilão em Torawakamaru, o Koga Ninja,[18] e um trágico antagonista em Fukurō no Shiro (e em seu remake do Castelo das Corujas, interpretado por Takaya Kamikawa ). Ele e sua execução são mencionados no filme mudo de Ozu "A Story of Floating Weeds". Ele é o tema dos romances e séries de filmes de Shinobi no Mono, estrelando Ichikawa Raizō VIII como Goemon nas três primeiras parcelas. No terceiro filme de Shinobi no Mono, conhecido em inglês como Goemon Will Never Die,[19] ele foge da execução enquanto outro homem é subornado para ser fervido em seu lugar. No filme Goemon, ele é interpretado por Yōsuke Eguchi e retratado como o seguidor mais fiel de Nobunaga e associado a Hattori Hanzō, bem como Kirigakure Saizō e Sarutobi Sasuke do Sanada Ten Braves . Ele é retratado no filme Roppa no Ôkubo Hikozaemon . Ele também aparece na série de drama taiga para a televisão, Hideyoshi .

Goemon é o personagem titular da série de videogame de longa duração da Konami: Ganbare Goemon, bem como de uma série de televisão baseada nele. Goemon aparece na série de videogames Samurai Warriors e Warriors Orochi, onde ele é um rei auto-proclamado de ladrões, empunhando uma maça gigante e um canhão preso às costas, bem como nos videogames Blood Warrior, Kessen III,[20] Ninja Master's: Haō Ninpō Chō (retratado como um herói bandido gigante, também carregando um canhão e tentando saquear o castelo de Nobunaga), Shogun Warriors e Throne of Darkness, onde ele foi poupado por Tokugawa Ieyasu na condição de que ele se juntaria o onimitsu .[21]

Goemon é o nome da Personagem inicial de Yusuke Kitagawa em Persona 5, que utiliza gelo e habilidades físicas.

Goemon era o nome do ringue de Koji Nakagawa, um lutador do Frontier Martial-Arts Wrestling .[22]

O método de entrega de veneno às vezes atribuído à suposta tentativa de Goemon de matar Nobunaga inspirou a cena da morte de Aki no filme You Only Live Twice .[23]

No Mangá Petals of Reencarnation, o personagem principal é a reencarnação do famoso ladrão, e levou suas habilidades.

Um descendente de Goemon é um personagem significativo no mangá Lupin the Third e suas adaptações de anime.

Veja também


Referências


  1. Joel Levy, Ninja: The Shadow Warrior, Sterling Publishing Company, 2008 (p. 172)
  2. Stephen Turnbull, Warriors of Medieval Japan, Osprey Publishing, 2007 (p. 180)
  3. Henri L. Joly, Legend in Japanese Art: A Description of Historical Episodes, Legendary Characters, Folk-lore Myths, Religious Symbolism, Tuttle 1967
  4. Predefinição:In lang Skośnoocy buntownicy (Focus.pl - Historia) Arquivado em 2011-07-25 no Wayback Machine.
  5. Andrew Adams, Ninja: The Invisible Assassins, Black Belt Communications, 1970 (p. 160)
  6. «9 Most Outrageous Outlaw Heroes» . Oddee.com 
  7. «A geek in Japan — Goemon» . Kirainet.com 
  8. The legend of Ishikawa Goemon Arquivado em 2009-03-14 no Wayback Machine. (including several pictures)
  9. Jack Seward, The Japanese, McGraw-Hill Professional, 1992 (p. 48-49)
  10. Outlawed!: Rebels, Revolutionaries and Bushrangers, National Museum of Australia, 2003 (p. 32)
  11. Goemonburo - Goemon-style bath Arquivado em julho 6, 2011[Erro data trocada], no Wayback Machine.
  12. Scott Clark, Japan, a View from the Bath, University of Hawaii Press, 1994 (p. 38-39)
  13. James Brandon and Samuel Leiter, Kabuki Plays on Stage: Villainy and Vengeance, 1773 - 1799. Vol. II, Honolulu: University of Hawaii Press, 2002
  14. «Ishikawa Goemon» . Kabuki21 
  15. Predefinição:In lang 歌舞伎編 - www.geocities.jp Arquivado em 2018-11-06 no Wayback Machine.
  16. Ishikawa Goemon ichidaiki (1912) - IMDb
  17. IMDb - Ishikawa goemon no hoji (1930)
  18. «Press stills from NINJUTSU GOZEN-JIAI» . Vintage Ninja 
  19. Shinobi No Mono 3: Resurrection (1963) - IMDb
  20. Kessen III Officer FAQ - IGN FAQs Arquivado em agosto 20, 2008[Erro data trocada], no Wayback Machine.
  21. «Throne of Darkness Character Roles: The Ninja - PC Feature at IGN» . Uk.pc.ign.com 
  22. «GOEMON " Wrestlers Database " CAGEMATCH» . Cagematch.net 
  23. Shinobi no mono (1962) Movie Online Arquivado em 2010-09-24 no Wayback Machine.

links externos











Categorias: Mortos em 1558 | Pessoas executadas cozidas vivas | Pessoas do período Azuchi-Momoyama | Ninja | Praticantes de Ninjutsu do Japão | Folclore do Japão | Mortos em 1594 | Nascidos em 1558




Data da informação: 17.12.2020 09:48:40 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.