Manuscrito (álbum) - pt.LinkFang.org

Manuscrito (álbum)




Manuscrito
Álbum de estúdio de Sandy
Lançamento 7 de maio de 2010
Gravação 2009—2010
Gênero(s)
Duração 44:06
Formato(s)
Gravadora(s) Universal Music
Produção
Cronologia de Sandy
Manuscrito Ao Vivo
(2011)
Singles de Manuscrito
  1. "Pés Cansados"
    Lançamento: 31 de março de 2010
  2. "Quem Eu Sou"
    Lançamento: 20 de novembro de 2010

Manuscrito é o álbum de estreia solo da cantora e compositora brasileira Sandy, lançado no Brasil em 7 de maio de 2010 através da Universal Music.[2] No dia 20 de setembro do mesmo ano, foi lançado em Portugal.[3] Após encerrar uma carreira de 17 anos ao lado do irmão Junior Lima, Sandy começou a trabalhar em seu álbum de estreia solo em 2008. Ela teve plena liberdade de criação na concepção do projeto e incluiu nele treze faixas autorais, compostas por ela em parceria com os músicos Lucas Lima e Junior Lima, que também o produziram.

Sandy citou como algumas de suas principais referências artistas britânicos, incluindo a cantora e compositora inglesa Nerina Pallot, que aparece na balada "Dias Iguais". Manuscrito foi gravado entre estúdios de Campinas, Londres e São Paulo. Na versão especial do disco (CD+DVD), foi incluído o documentário Tempo, que foi dirigido por Fernando Grostein Andrade e mostra o processo de concepção do álbum. Musicalmente, Manuscrito é um álbum pop com influências da música folk e pop rock. As canções "Pés Cansados" e "Quem Eu Sou" foram lançadas como singles para promover o álbum. Manuscrito atingiu a quarta colocação na parada de álbuns da Pro-Música Brasil (PMB) e foi certificado com platina.[4] O álbum recebeu críticas geralmente positivas.

Índice

Antecedentes


Sandy iniciou sua carreira musical como integrante da dupla Sandy & Junior em 1990. Ao lado do irmão Junior Lima, ela lançou 12 álbuns de estúdio e quatro álbuns ao vivo, vendendo mais de 20 milhões de cópias.[5] Em abril de 2007, alegando que gostariam de se "expressar mais enquanto pessoa única, como artistas individuais", os irmãos anunciaram o fim das atividades em conjunto e lançaram em agosto do mesmo ano o CD e DVD Acústico MTV. Este trabalho deu origem à uma turnê homônima, encerrada em dezembro de 2007, quando ocorreu a última apresentação dos irmãos como dupla.[6] Nos dois anos seguintes à separação (2008-09), Sandy dedicou-se à sua vida pessoal e também à composição e produção das faixas que integrariam seu primeiro disco solo. Em 2008, ela se casou com o músico Lucas Lima e concluiu sua graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas.[7][8][9] Ela comentou a nova fase em sua vida e carreira dizendo: "Agora, sou só eu. É hora de fazer o que me der vontade."[10]

Desenvolvimento


Sobre o processo de concepção do álbum, Sandy comentou:[11][12]

"É muito bom ter total liberdade de criação. Gravei o repertório que eu queria, do jeito que queria, com os músicos que escolhi; fazendo muitos ensaios, sem me preocupar com prazos. É o sonho de qualquer artista. Foi muito bom não ter hora para acabar, poder trabalhar sem pressão, e saber direito o que cada música necessitava. Ter tempo é algo impagável. Este é o projeto em que mais me permiti exprimir meus sentimentos. As composições de Manuscrito não são necessariamente autobiográficas, mas falam muito de mim. No projeto há muitas coisas implícitas, subentendidas, mas que revelam até um limite que controlo."

Sandy faz terapia desde 2001[13] e afirmou que discutiu em sua "análise" o que "seria o caminho mais verdadeiro para [ela]". "Depois de muito pensar", ela reuniu-se à sua banda na fazenda de sua família e começou a conceber o projeto.[14] A sonoridade do álbum foi influenciada pelo pop/rock britânico e pela música folk,[15] bem como pela música de Damien Rice, Coldplay, KT Tunstall e Nerina Pallot.[16] Sandy descreveu Manuscrito como um "disco pop".[17] Nele, foram utilizados instrumentos como o violino, violoncelo, acordeom, ukulele, banjo, bandolim, sintetizadores e teclados vintage.[15][18] A cantora optou pelo título Manuscrito ao concluir o projeto de composições próprias. Dentre as parcerias, a dos músicos Junior Lima, Lucas Lima e Nerina Pallot. O projeto foi produzido por Lucas Lima e Junior Lima e gravado entre estúdios de Campinas, Londres e São Paulo.[19] Sandy afirmou que "O fato de o CD ter ficado autoral foi uma consequência e não uma escolha. Aconteceu naturalmente no processo de concepção do projeto e escolha das músicas."[20] As letras de Manuscrito discutem temas como autoconhecimento, relacionamentos e melancolia.[12][21][22]

Angela Antunes, da Gazeta do Povo, disse que "O resultado do disco são músicas introspectivas e poéticas. Um pop mais adulto, sem dúvida, in­­timista e predominantemente acústico."[23] Ivan Claudio, da IstoÉ, disse que as 13 canções do álbum "ilustram uma espécie de filme triste" e descreveu sua sonoridade como um "pop mais voltado para o folk", comparando a estreia solo de Sandy ao estilo de cantoras como Mallu Magalhães e Tiê.[24] O Correio 24 Horas descreveu Manuscrito como um álbum "competente, sincero e com arranjos influenciados pelo folk, o que lhe coloca em sintonia com uma parte interessante da produção pop internacional atual", acrescentando também que sua sonoridade é "sofisticada" e apresenta "baladas e rocks mais suaves."[1] Jason Birchmeier, do AllMusic, comentou a estreia solo da cantora dizendo que "o álbum mostra Sandy adotando um estilo sofisticado" e que Manuscrito tem sua sonoridade influenciada pela MPB.[25]

O álbum chegou ao mercado em duas versões: simples (CD) e deluxe (CD + DVD); esta última acompanhada do documentário de curta metragem Tempo, com direção do cineasta Fernando Grostein Andrade. O filme, de cerca de vinte e cinco minutos, revela a concepção da carreira solo da cantora e momentos intimistas do processo criativo do disco.[26] Algumas semanas antes de lançar o disco, teasers de cerca de trinta segundos foram extraídos deste documentário e exibidos no site oficial da cantora.

Recepção da crítica


Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Jazz Man[27] Favorável
Notas Musicais[18]
MTV[28] Favorável
Correio 24 Horas[1] Favorável
Livraria Saraiva[29] Mista
O Globo[22] Favorável

O site Jazz Man elogiou o álbum e destacou o progresso artístico de Sandy, afirmando que "Os arranjos são muito bem feitos, as letras também perderam um pouco da carga pop, estão mais melodiosas e poéticas."[27] Escrevendo para seu site Notas Musicais, o jornalista musical Mauro Ferreira fez uma crítica mista. Ele disse que Manuscrito não tem a "densidade que seria esperada de um disco de tom confessional", mas "deixa a (boa) impressão de que Sandy não procurou impressionar [...] Nesse sentido, o disco soa bastante digno, honesto e verdadeiro."[18] A MTV considerou Manuscrito a "Melhor produção de um disco nacional feminino do ano".[28]

Hagamenon Brito, do Correio 24 Horas, disse que "Embora falte ousadia ao trabalho", Manuscrito é um álbum "competente [e] sincero".[1] Um editor da Livraria Saraiva opinou sobre o álbum, elogiando sua produção e apontando uma evolução artística de Sandy; porém, criticou a falta de uma maior variedade de parceiros nas composições.[29] Antônio Carlos Miguel, d'O Globo, descreveu a voz de Sandy como "monótona e infantilizad[a]", mas fez uma crítica geralmente positiva ao álbum, o definindo como "Um bom e [...] impessoal pop-rock, que remete aos anos 1970, e no qual predominam baladas com letras confessionais [...] Mesmo que seja cantora afinada, seu timbre de soprano é monótono e infantilizado. Mas isso é contornado pela competente embalagem instrumental".[22]

Divulgação


Televisão

Apesar de ter lançado Manuscrito em Portugal, Sandy não foi ao país europeu para divulgá-lo pessoalmente, apenas concedeu algumas entrevistas via telefone para publicações locais.[30] Já no Brasil, Sandy realizou uma grande divulgação do álbum. Primeiro, fez entrevistas para televisão, exibidas na TV Cultura, no programa Metrópolis, e na Rede Record, no programa Hoje em Dia.[31] Já a primeira performance em um programa de TV ocorreu no Caldeirão do Huck, onde ela cantou o single "Pés Cansados" e a então inédita "Tempo".[32][33] Logo após, ela foi ao Altas Horas e cantou "Pés Cansados", "Tempo" e "Sem Jeito".[34] No dia 4 de junho de 2010, Sandy foi a atração principal do programa Acesso MTV, da MTV Brasil, onde ela cantou 7 músicas: "Pés Cansados", "Dedilhada" "Tempo" "Quem Eu Sou", "Ela/Ele", "Perdida e Salva" e "Sem Jeito".[35] No mesmo dia, ela esteve no Top 10 MTV para uma entrevista com a apresentadora Vanessa e viu o seu clipe de "Pés Cansados" alcançar o 1º lugar.[36] Sandy retornou a divulgação do álbum no dia 22 de agosto, onde ela cantou algumas músicas do álbum no TV Xuxa e no dia 26 de julho no programa da Hebe. Sandy também foi no Domingão do Faustão no dia dia 22 de setembro.[37] Sandy voltou a promover o álbum no dia 16 de abril de 2011, no programa Altas Horas, onde cantou o single "Quem eu Sou" e a faixa "Hoje eu Quero Sair Só" do cantor Lenine.[38] Sandy também foi ao Programa do Jô no dia 3 de maio de 2011, onde além de cantar "Quem eu Sou", cantou trecho da música "Dias Iguais" e a canção de jazz "Summertime".[39][40]

Turnê

Ver artigo principal: Manuscrito (turnê)

Em 5 de outubro de 2010, foi anunciada a turnê Manuscrito; via Twitcam, a cantora anunciou para os seus fãs as primeiras datas de shows, que teve como palco de estreia o Teatro Positivo, em Curitiba, no dia 19 de novembro de 2010. Em seguida, a turnê seguiu pelas principais cidades e capitais do País, até ser encerrada com um show em São Paulo no dia 9 de dezembro de 2012. A turnê ainda deu origem ao primeiro álbum ao vivo da cantora, Manuscrito Ao Vivo (2011).

Prêmios e indicações


MTV Video Music Brasil (VMB)

Ano Recipiente Categoria Resultado
2010 "Pés Cansados" Melhor Clipe Pop[41] Indicado
Hit do Ano[41] Indicado

Prêmio Multishow de Música Brasileira

Ano Recipiente Categoria Resultado
2011 Manuscrito Melhor Álbum[42] Indicado
"Quem Eu Sou" Melhor Videoclipe[42] Indicado

Créditos do álbum


Gravação

Faixas


N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Pés Cansados"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:41
2. "Quem Eu Sou"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
4:00
3. "Tempo"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:55
4. "Ela/Ele"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:36
5. "Dedilhada"  
  • Sandy Leah
  • Junior Lima
  • Lucas Lima
3:19
6. "Sem Jeito"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
2:59
7. "Duras Pedras"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:14
8. "O Que Faltou Ser"  
  • Sandy Leah
3:15
9. "Perdida e Salva"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:41
10. "Dias Iguais" (Part. de Nerina Pallot)
  • Sandy Leah
  • Nerina Pallot
3:45
11. "Mais Um Rosto"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
  • Junior Lima
4:05
12. "Tão Comum"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
  • Junior Lima
3:33
13. "Esconderijo"  
  • Sandy Leah
1:03
Duração total:
44:06

Desempenho comercial


Dez dias após o lançamento, Manuscrito foi certificado pela Pro-Música Brasil (PMB) com disco de ouro, devido as mais de 40 mil cópias vendidas no Brasil.[4] O disco chegou à quarta colocação na parada de álbuns da PMB.[43] No dia 12 de dezembro de 2010, Sandy recebeu o disco de platina pelas mais de 80 mil cópias vendidas do disco em um show da turnê Manuscrito no Rio de Janeiro.[44]

País Certificação Vendas
Brasil (PMB) Platina[4] 80.000+

Paradas semanais

Paradas (2010) Melhor posição
Top Álbuns (PMB)[45] 4

Referências


  1. a b c d «Casada e feliz, Sandy estreia álbum solo com pop rock intimista» . Correio 24 Horas. 9 de maio de 2010. Consultado em 14 de julho de 2018. Cópia arquivada em 7 de julho de 2018  
  2. «Sandy divulga capa de Manuscrito, seu primeiro disco solo» . O Globo. Consultado em 9 de maio de 2018 
  3. «Sandy estreia-se a solo com o álbum «Manuscrito»» . SapoMag. 11 de agosto de 2010. Consultado em 12 de agosto de 2018 
  4. a b c «Álbuns certificados de Sandy» . Pro-Música Brasil. Consultado em 18 de abril de 2019 
  5. Sandy completa 30 anos M de Mulher
  6. Há 8 anos atrás chegava ao fim a dupla Sandy e Jr Arquivado em 16 de janeiro de 2016, no Wayback Machine. PontoPop
  7. Preto, Marcus (28 de abril de 2010). «Sandy diz preferir ser "princesa" a expor a vida» . Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de julho de 2018 
  8. «Primeiro disco solo de Sandy será lançado em 2010» . UOL HOST. UOL Música. 7 de setembro de 2009 
  9. Gares, Débora (26 de novembro de 2010). «Enfim solo, Sandy chega à cidade» . O Globo. Consultado em 28 de junho de 2019. Cópia arquivada em 24 de junho de 2019  
  10. Sandy prepara primeiro álbum solo mais autoral e menos comercial Veja São Paulo
  11. Release do CD Manuscrito
  12. a b "Acho errado as pessoas rotularem" Época
  13. Milton Luiz (20 de maio de 2011). «A voz nada Devassa de Sandy» . O Tempo. Consultado em 1 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2015  
  14. Sandy discutiu com terapeuta melhor caminho para novo disco O Dia
  15. a b Sandy - Manuscrito (Review) Território da Música
  16. «Estreia solo de Sandy apresenta repertório intimista e acústico» . Correio Braziliense. 1 de maio de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  17. «"Eu quero o público que me quiser", diz Sandy em coletiva» . Globo.com. Ego. 27 de abril de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  18. a b c Sandy escreve diário de princesa em Manuscrito Mauro Ferreira, Notas Musicais (2010)
  19. Primeiro disco solo de Sandy chega ás lojas nesta sexta Kboing
  20. «Sandy: "Chorei tudo o que eu tinha que chorar antes; depois, não"» . Globo.com. Extra. 1 de maio de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  21. Sandy - Manuscrito AllMusic
  22. a b c Leonardo Lichote (Matéria), Antônio Carlos Miguel (Crítica) (28 de abril de 2010). «Sozinha e livre de pressões, Sandy recomeça» . O Globo. Consultado em 28 de junho de 2019. Cópia arquivada em 24 de junho de 2019  
  23. Sandy versão adulta Gazeta do Povo
  24. Pobre menina rica IstoÉ
  25. Sandy - Biography & History AllMusic
  26. «Disco solo de Sandy terá documentário» . Editora Abril. Veja. 6 de abril de 2010. Consultado em 29 de abril de 2019 
  27. a b Manuscrito: primeiro trabalho solo da Sandy JazzManBrasil.com
  28. a b Exclusivo: Resenha e prévia de canções do álbum de estreia da Sandy, "Manuscrito" Flávio Saturnino (27 de abril de 2010) MTV. UOL HOST.
  29. a b «Impressões do CD solo de Sandy» . Livraria Saraiva. 7 de maio de 2010. Consultado em 23 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2018  
  30. Sandy regressa com Manuscrito em Portugal
  31. Entrevista com a cantora Sandy
  32. Sandy canta novo disco no Caldeirão do Huck R7
  33. Sandy lança álbum solo no palco do Caldeirão Globo
  34. Altas Horas
  35. Sandy no Acesso MTV Arquivado em 8 de junho de 2010, no Wayback Machine. MTV (UOL Host)
  36. «Top 10 MTV» . Consultado em 8 de junho de 2010. Arquivado do original em 12 de outubro de 2013 
  37. Agenda de Divulgação de Sandy Sandyoficial.uol.com.br Acessado em 8 de julho de 2010
  38. Sandy canta sucesso de Lenine no Altas Horas
  39. "Não sou fã da música sertaneja", diz Sandy no "Programa do Jô" [ligação inativa]
  40. Sandy canta Summertime no Programa do Jo
  41. a b «16ª edição do VMB premia os melhores da música» . Veja. Consultado em 10 de agosto de 2015 
  42. a b «Artistas chegam ao 18º Prêmio Multishow de Música Brasileira» . G1. 6 de setembro de 2011. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  43. «CD - TOP 20 Semanal» (asp). ABPD. Consultado em 27 de maio de 2010 
  44. Sandy recebe o primeiro disco de platina após iniciar carreira solo Globo.com Acessado em 13 de janeiro de 2011
  45. «Top 10 Brasil: Justin Bieber X Luan Santana X Sandy, os discos mais vendidos na semana» . POPLine. UOL HOST. 4 de junho de 2010. Consultado em 28 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 15 de julho de 2012  








Categorias: Álbuns de Sandy | Álbuns de estreia de 2010 | Álbuns em língua portuguesa








Data da informação: 30.05.2020 10:22:36 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.