Ovo - pt.LinkFang.org

Ovo




 Nota: Para outros significados, veja Ovo (desambiguação).

O ovo, do ponto de vista da biologia, é o zigoto dos animais. É uma célula que se forma após a fusão do núcleo do óvulo (pronúcleo feminino, haploide) com o núcleo do espermatozoide (pronúcleo masculino, haploide) por cariogamia, o que dá origem à célula diploide denominada ovo ou zigoto.[1]

Os animais de reprodução sexuada possuem três tipos de mecanismos de desenvolvimento do zigoto: os que se desenvolvem dentro de um ovo são chamados de Ovíparos; os que se desenvolvem em ovos no interior da mãe, no qual a eclosão ocorrerá ainda no interior materno, sendo liberados já formados são os Ovovíparos; aqueles animais em que o embrião irá se desenvolver completamente no interior materno utilizando as reservas fisiológicas da mãe são conhecidos como Vivíparos.[2]

Nos seres humanos, bem como na maioria dos mamíferos, para que esta célula se forme é necessário que um espermatozoide “atravesse” a zona pelúcida (que reveste o ovócito II e o 1º glóbulo polar) de modo a “introduzir” o seu núcleo no ovócito II que se encontra em metáfase II – Fecundação. Em virtude deste “estímulo” termina a meiose originando o óvulo e o 2º glóbulo polar (que irá degenerar juntamente com o 1º glóbulo polar anteriormente formado). No interior do óvulo se encontra o seu pronúcleo (pronúcleo feminino) e o pronúcleo masculino (oriundo do espermatozoide). Ambas as cariotecas ficam próximas, porém não se fundem (nos mamíferos) num primeiro momento, a fusão ocorrerá no alinhamento da metáfase da primeira mitose.[3] As cariotecas irão se degenerar e originar o ovo ou zigoto (diploide). Este processo é fundamental na reprodução sexuada.

Índice

Desenvolvimento Embrionário


Após a fecundação, o embrião começa a se desenvolver, passando por várias modificações, genes são ativados ocorrendo assim a Diferenciação Celular.[4] Na espécie humana, é identificada como as principais fases do desenvolvimento do embrião a clivagem ou segmentação, gastrulação e organogênese.

Durante a clivagem, as divisões mitóticas são rápidas, dando origem a células conhecidas como Blastômeros, aumentando em número de células, mas não de tamanho [4] .

O primeiro estágio da clivagem é a mórula, um maciço celular, mais de 16 células, originado entre o terceiro e quarto dia após a fecundação. Na segunda e última etapa ocorre a blástula, onde as células delimitam uma cavidade interna chamada blastocele, cheia de um líquido produzido pelas próprias células.[5]

Até a fase de blástula, as células embrionárias são chamadas de células-tronco, que podem originar todos os diferentes tipos de célula do corpo. A partir da blástula, inicia a fase de gastrulação, onde o embrião começa a aumentar de tamanho e surge o intestino primitivo ou arquêntero e ocorre a diferenciação dos 3 folhetos germinativos ou embrionários: ectoderma, mesoderma e endoderma.[6]

A última fase do desenvolvimento embrionário é a organogênese, onde ocorre a diferenciação dos tecidos e órgãos. O primeiro estágio dela é a neurulação, quando há formação do tubo neural, que se diferenciará no sistema nervoso central. Durante a neurulação, o embrião recebe o nome de nêurula. A organogênese termina até a oitava semana de gestação, por volta do 56º dia. Nesse período, o embrião mede cerca de 3 cm de comprimento. Depois da nona semana até o nascimento, o indivíduo em formação passa a ser chamado de feto. O nascimento ocorre em média durante a 38ª semana de gestação.[7]

Tipos de ovos


O ovo animal é classificado com base na quantidade e distribuição de vitelo que há em seu citoplasma. Pode ser oligolécito, heterolécito, telolécito ou centrolécito. [8]

Deterioração e contaminação


Ver artigo principal: Deterioração dos ovos

O espaço interno dos ovos é, a princípio, estéril. No entanto, tanto a exposição a micróbios e fungos quanto a contaminantes encontrados na casca ou cercanias dos ovos podem provocar alterações físicas ou químicas nos ovos. Ovos deteriorados podem emitir um odor pútrido, embora alguns tipos de bactérias possam contaminá-los sem que sinais significativos possam ser percebidos.[9]

Ovos de aves


Ovos de aves são colocados por fêmeas e incubados por um tempo que varia de acordo com a espécie; um único jovem de cada ovo. Os tamanhos médios de ninhagem variam de um (como nos condores) a cerca de 17 (a perdiz cinzenta). Algumas aves põem ovos mesmo quando não fertilizadas (por exemplo, galinhas); Não é incomum para os donos de animais encontrarem suas ninhadas solitárias em uma ninhada de ovos não fertilizados, que às vezes são chamados de ovos eólicos.

Cor

A cor do ovo teve uma única origem evolutiva em eumaniraptoranos.[10]

Ver também


Referências


  1. «Fecundação humana - Mundo Educação» . Mundo Educação. Consultado em 2 de maio de 2018 
  2. «Ovulíparos, ovíparos, ovovíparos e vivíparos. - Mundo Educação» . Mundo Educação. Consultado em 2 de maio de 2018 
  3. Mori, Maurizio (2001). «Fecundação assistida e liberdade de procriação». Revista Bioética 
  4. a b «Embriologia: conheça as fases do desenvolvimento embrionário» . 1 de maio de 2014. Consultado em 2 de maio de 2018 
  5. Carlson, Bruce M. (18 de dezembro de 2014). Embriologia Humana e Biologia do Desenvolvimento . [S.l.]: Elsevier Brasil. ISBN 9788535278927 
  6. «Desenvolvimento Embrionário Humano - Embriologia e Biologia» . InfoEscola 
  7. Moore, Keith L.; Persaud, T. V. N. (2008). Embriologia Clinica . [S.l.]: Elsevier (medicina). ISBN 9788535226621 
  8. Garcia, Sonia M. Lauer; Fernández, Casimiro G. (1 de janeiro de 2009). Embriologia - 3.Ed. [S.l.]: Artmed Editora. ISBN 9788536327044 
  9. Franco, Bernadette Dora Gombossy de Melo; Landgraf, Mariza (2003). Microbiologia dos alimentos. [S.l.: s.n.] 
  10. [https://www.techexplorist.com/second-look-color-dinosaur-eggs/24284/ A second look at the color of the dinosaur eggs All colors and spots on modern birds’ eggs derived from a single evolutionary source among dinosaurs. por Amit Malewar (2019)
A Wikipédia possui o
Portal da Biologia


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Definições no Wikcionário
Imagens e media no Commons








Categorias: Biologia do desenvolvimento | Alimentos | Ovos








Data da informação: 29.05.2020 09:17:22 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.