Primavera - pt.LinkFang.org

Primavera


 Nota: Para outros significados, veja Primavera (desambiguação).
Estações do ano
Temperadas
Primavera
Verão
Outono
Inverno
Tropicais
Estação seca
Estação das chuvas

A primavera (AO 1945: Primavera) é a estação do ano que se segue ao inverno e precede o verão e é tipicamente associada ao reflorescimento da flora terrestre.

Do ponto de vista da astronomia, a primavera do Hemisfério Sul inicia-se no equinócio de setembro e termina no solstício de dezembro, e a do Hemisfério Norte inicia-se no equinócio de março e termina no solstício de junho. A estação, assim como as demais, não ocorre simultaneamente nos dois hemisférios: enquanto num deles é primavera, no outro é outono.[1]

A primavera do hemisfério norte é chamada de "primavera boreal" e a do hemisfério sul é chamada de "primavera austral".

A palavra deriva do latim, primo vere, que significa "primeiro verão".[1]

Índice

Características gerais



A primavera no Hemisfério Norte


A "primavera boreal" tem início em 20 de março e termina em 21 de junho, podendo estas datas variar um pouco a cada ano.[2]

A estação é característica na maioria dos países deste hemisfério, aqueles mais distantes da Linha do Equador e com as quatro estações bem definidas, tanto nos localizados mais ao norte, como a Rússia, quanto os localizados mais ao sul, como o Japão, onde no início da primavera ocorrem os tradicionais festivais populares para observar a floração das cerejeiras (sakura em japonês).

Nesta região, por ser maior a parte continental, as temperaturas costumam aumentar mais rapidamente do que na primavera do Hemisfério Sul.

A primavera no Hemisfério Sul


A "primavera austral" tem início, aproximadamente, em 23 de setembro e fim em 21 de dezembro, mas estas datas podem variar um pouco de ano para ano.[2]

Na primavera do hemisfério sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo com que a estação seja de temperaturas amenas.

A estação é característica apenas em regiões que estão mais afastadas da Linha do Equador.

A primavera no Brasil

No Brasil, em grande parte do território, com exceção do Sul, as quatro estações não são bem definidas, sendo apenas nomeadas como "inverno seco" e "verão úmido".[1]

De forma geral, no entanto, com a chegada dessa estação, as chuvas começam a intensificar-se na maior parte do país, tornando então as temperaturas mais amenas e aumentando a umidade do ar, que, no inverno (estação anterior à primavera), são bastante reduzidas (com exceção do Sul, onde as chuvas se intensificam no inverno).[1]

Segundo o CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), durante o período da primavera, de setembro a dezembro:[1]

Nordeste: a estação seca continua, com exceção dos estados da Bahia, do Maranhão e do Piauí. As temperaturas continuam altas, o que é característico na região o ano inteiro;

Norte: as chuvas aumentam gradativamente, especialmente entre outubro e novembro. As temperaturas não mudam muito e costumam ser altas o ano inteiro;

Centro-Oeste e Sudeste: as chuvas ficam mais intensas e mais frequentes e muitas vezes são acompanhadas de ventos fortes e granizo.

A primavera no Sul do Brasil: a mais típica

A região Sul do Brasil, onde o clima é subtropical e as quatro estações são bem definidas, a primavera tem as características tradicionais, como o aumento gradual da temperatura e o reflorescimento da flora. Quanto às chuvas, elas continuam frequentes e em boa quantidade, assim como acontecia no inverno. Mais: nos dois estados mais ao sul, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, grandes enchentes não são raras nesta época.[3]

"Aumenta a ocorrência de raios e de “complexos convectivos”, sistemas que provocam grande quantidade de chuva em períodos relativamente curtos", escreveu o CPTEC.[4]

Segundo o site Climatempo, os fenômenos meteorológicos que normalmente influenciam a Região Sul durante a primavera são:[5]

Ventos de moderados a fortes também não são incomuns, causados pelos fenômenos típicos citados acima: as áreas de baixa pressão, os sistemas e complexos convectivos (causam rajadas de vento) e o os ciclones extratropicais (que, apesar de não tocarem solo, "mandam" seus ventos do alto-mar para a terra às vezes por dois ou três dias seguidos).

Nos fenômenos de "baixa pressão atmosférica", por exemplo, "simultaneamente, existe ar superior que se desloca para substituir o ar quente em elevação, o que dá origem a ventos".[6]

Curiosidades


Veja também


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Citações no Wikiquote
Imagens e media no Commons

Referências



Ligações externas


Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o .











Categorias: Primavera




Data da informação: 16.12.2020 11:51:55 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.