Reino de Venedócia - pt.LinkFang.org

Reino de Venedócia




Reino de Venedócia
Teyrnas Gwynedd
Século V – 1216
Bandeira tradicional da casa Aberffraw de Venedócia Brasão de Armas
Hino nacional
Unbennaeth Prydain
"A monarquia da Bretanha"[1][2][3]


Continente Europa
Região Europa Ocidental
País Gales
Capital Chester, Deganwy,Llanfaes, Aberffraw, Rhuddlan, Abergwyngregyn
Língua oficial Galês, Latim
Religião Cristianismo céltico, Politeísmo celta
Governo Monarquia
Presidente
 • 450–460 Cunedda (primeiro)
 • 520–547 Maelgwn Gwynedd
Cadwallon ap Cadfan
Gruffudd ap Cynan
Owain Gwynedd
Llywelyn, o Grande
 • 1253–1282 Llywelyn ap Gruffudd
 • 1282–1283 Dafydd ap Gruffydd (último)
Período histórico Idade Média
 • Século V Fundação
 • 1216 Dissolução
Moeda Ceiniog cyfreith ceiniog cwta

O Principado/Reino ou Venedócia ou Norvália (em latim: Venedotia ou Norwallia; em galês médio: Guynet; em galês: Gwynedd) era um dos vários estados sucessores do Império Romano a surgir na Grã-Bretanha no século V durante o período de colonização anglo-saxão das ilhas.

Com base no noroeste do País de Gales, os governantes de Venedócia repetidamente subiram à proeminência e foram aclamados como "Rei dos Bretões" antes de perder seu poder em guerras civis ou invasões. O reino do Grufido I foi destruído por uma invasão saxônica em 1063 pouco antes da invasão normanda de Gales, mas a Casa de Aberffraw restaurada por Grufido recuperou-se lentamente até que Llywelyn, o Grande foi capaz de proclamar o Principado de Gales em Aberdyfi em 1216. Esse reino durou até a conquista de Gales por Eduardo I em 1283.

A tradição galesa credita a fundação de Venedócia ao Reino de Gododino (em galês antigo: Guotodin; em britônico/britónico: Votadini) após Lotiana invadir as terras dos deceanglos, ordovicos e gângaros no século V. Os filhos do líder deles Cuneda possuíam terras entre os rios Dee e Teifi. As verdadeiras fronteiras do reino variaram ao longo do tempo, mas a Venedócia Verdadeira compreendeu os cantrefes de Aberffraw, Cemais, Cantref Rhosyr no Anglesey e Arllechwedd, Arfon, Dunoding, Dyffryn Clwyd, Llŷn, Rhos, Rhufoniog e Tegeingl na região interiorana montanhosa de Esnoudônia. O atual condado preservado e região dirigente de Gwynedd são menores.

Referências


  1. Wade-Evans, Arthur. Welsh Medieval Law. Oxford Univ., 1909. Accessed 1 Feb 2013.
  2. Bradley, A.G. Owen Glyndwr and the Last Struggle for Welsh Independence . G.P. Putnam's Sons (New York), 1901. Accessed 1 Feb 2013.
  3. Jenkins, John. Poetry of Wales . Houlston & Sons (London), 1873. Accessed 1 Feb 2013.









Categorias: Reino de Venedócia




Data da informação: 17.12.2020 10:23:49 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.