Sexualidade humana - pt.LinkFang.org

Sexualidade humana


(Redirecionado de Sexualidade)

A sexualidade humana representa o conjunto de comportamentos que concernem à satisfação da necessidade e do desejo sexual. Igualmente a outros primatas, os seres humanos utilizam a excitação sexual para fins reprodutivos e para a manutenção de vínculos sociais, mas agregam o gozo e o prazer próprio e do outro. O sexo também desenvolve facetas profundas da afetividade e da consciência da personalidade. Em relação a isto, muitas culturas dão um sentido religioso ou espiritual ao ato sexual, assim como veem nele um método para melhorar (ou perder) a saúde.

Índice

Conceito


A OMS define que a "sexualidade faz parte da personalidade de cada um, sendo uma necessidade básica e um aspecto do ser humano que não pode ser separado de outros aspectos da vida. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, portanto a saúde física e mental"[1].

Atualmente, ocorre por parte de alguns estudiosos, a tentativa de afastamento do conceito de sexualidade da noção de reprodução animal associada ao sexo. Enquanto que esta noção se prende com o nível físico do homem enquanto animal, a sexualidade tende a se referir ao plano psicológico do indivíduo. Além dos fatores biológicos (anatômicos, fisiológicos, etc.), a sexualidade de um indivíduo pode ser fortemente afetada pelo ambiente sócio-cultural e religioso em que este se insere. Um exemplo disto é que em algumas sociedades, na sua maioria orientais, promove-se a poligamia ou bigamia, ou seja, a possibilidade ou dever de ter múltiplos parceiros.

Em algumas partes do mundo a sexualidade explícita ainda é considerada como uma ameaça aos valores político-sociais ou religiosos.

Tópicos sobre sexualidade


Desenvolvimento sexual

Educação sexual

Ver artigo principal: Educação sexual

Orientações românticas

Ver artigo principal: Orientação romântica

Orientações sexuais

Ver artigo principal: Orientação sexual

Identidade sexual

Ver artigo principal: Identidade sexual

Órgãos genitais

Ver artigo principal: Órgão sexual

Masculinos

Ver artigo principal: Aparelho reprodutor masculino

Pénis (prepúcio glande), testículos, próstata

Femininos

Ver artigo principal: Aparelho reprodutor feminino

Vagina, (clitóris), útero, trompas de Falópio, ovários

Fisiologia reprodutiva

Ver artigo principal: Biologia e orientação sexual

Doenças sexualmente transmissíveis (DST)

Comportamento sexual

Ver artigo principal: Comportamento sexual

Aspectos sócio-culturais

História do estudo da sexualidade

Desde o aparecimento do ser humano no mundo, a sexualidade já era um fenômeno existente, mas a história do estudo da sexualidade só vem sendo pensada nos últimos séculos. Um exemplo desta é o estudo da Sexualidade na Roma Antiga, e o estudo sobre a sexualidade no mundo ocidental na trilogia "História da Sexualidade" escrita por Michel Foucault. O primeiro, A vontade de saber[2], foi publicado pela primeira vez em 1976, seguido do O uso dos prazeres[3] e O cuidado de si[4], ambos publicados em 1984.

Crimes sexuais

Considera-se agressão sexual atos ou tentativas de atos sexuais sem consentimento, como o estupro. São crimes relacionados à sexualidade que violam leis e costumes de um determinado país, ou mesmo internacionais. Dentre estes estão definidos o Assédio sexual, a Pornografia infantil, o Abuso sexual de menores, pedofilia, Violação de mulheres (estupro).

Movimentos sociais

Referências


  1. Vamos falar de sexo? ] Adolescência.org - Visita em 24/10/15
  2. FOUCAULT, Michel (1976). História da Sexualidade I: A vontade de saber. [S.l.: s.n.] 
  3. FOUCAULT, Michel (1984). História da Sexualidade II: O uso dos prazeres. [S.l.: s.n.] 
  4. FOUCAULT, Michel (1984). História da Sexualidade III: O cuidado de si. [S.l.: s.n.] 








Categorias: Sexualidade humana | Saúde








Data da informação: 16.12.2020 10:57:18 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.