Tenente-general - pt.LinkFang.org

Tenente-general




Tenente-general é a denominação de uma patente de oficial general nos exércitos e forças aéreas de diversos países. Nos países em que esta designação é utilizada, normalmente, o tenente-general tem uma patente, imediatamente, inferior à de general e superior à de major-general. Nos exércitos da Organização do Tratado do Atlântico Norte geralmente corresponde à graduação de oficial general de 3 estrelas ou seja, de OF-8.

A designação tenente-general começou a generalizar-se nos exércitos da Europa no século XVIII, sendo atribuída aos oficiais que substituiam ou coadjuvavam os generais. A sua função passou, posteriormente, a corresponder ao comando de uma divisão ou de um corpo de exército. Por esta razão, em alguns exércitos, o posto foi redesignado "general de divisão" ou "general de corpo de exército".

Índice

Distintivos e designações em vários países


Exércitos

Forças aéreas

Tenente-general em vários países


Brasil

Durante o Império, existiu no Exército Brasileiro o posto de tenente-general, segundo o modelo hierárquico herdado do Exército Português. Depois da implantação da república, o posto foi substituído pela patente de general de divisão.

Portugal

Em Portugal, a designação "tenente-general" pode referir-se tanto ao cargos de tenente-general da artilharia e de cavalaria, como à patente homónima de oficial general.

Tenente-general de artilharia do Reino

O tenente-general de artilharia do Reino era o funcionário militar que dirigia a Tenência, que constituía o departamento do Estado responsável pela aquisição, fabrico, conservação e distribuição de equipamento e armamento - sobretudo de artilharia - ao Exército Português. As suas funções correspondiam, aproximadamente, às do, atual Comando da Logística do Exército. No século XVIII, a Tenência passou a designar-se Arsenal Real do Exército, sedeado no, que é hoje, o edifício do Museu Militar de Lisboa.

O cargo de tenente-general de artilharia do Reino substituiu, em 1640 a função de Vedor-Mor de Artilharia que havia sido criada, em 1450. O cargo foi extinto em 1792.

Tenente-general de cavalaria

No período da Guerra da Restauração, os tenentes-generais de cavalaria eram os oficiais adjuntos dos generais de cavalaria, aos quais estava atribuído o comando das tropas daquela arma numa província ou num exército em operações. Ocasionalmente, em províncias ou exércitos onde existiam poucas tropas de cavalaria, o comando das mesmas poderia ser atribuído a um tenente-general de cavalaria. Esta função foi extinta em 1707.

Posto de tenente-general

O posto de tenente-general foi introduzido, no Exército Português, em 1762, como nova designação do anterior posto de mestre de campo general. Verdadeiramente, o posto de tenente-general era a patente mais elevada de um oficial do Exército, já que os postos superiores (general, marechal do Exército e marechal-general) correspondiam a funções específicas ou a dignidades honoríficas. Em campanha, aos tenentes-generais era normalmente atribuído o comando de uma divisão ou, ocasionalmente, de um exército, agrupando várias divisões.

Na sequência da reorganização do Exército Português de 1864, o posto de tenente-general passou a designar-se "general de divisão".

Em 1911, dá-se uma profunda reorganização do Exército para o adaptar à doutrina militar do novo regime republicano. Passa a haver um único posto de oficial general, que correspondente ao antigo general de divisão, mas que passa a ter a designação genérica de "general". Para distintivo do novo posto mantém-se as três estrelas que já identificavam os antigos tenentes-generais e generais de divisão. No entanto aos generais que exercem determinadas funções superiores são-lhe atribuídas quatro ou mais estrelas como distintivo. Como não existem designações diferentes para os vários níveis de oficial general - já que, formalmente, há um único posto de general - passa então a ser comum a designação dos generais pelo número de estrelas do seu distintivo (general de 3 estrelas, general de 4 estrelas, etc.).

Em 1999, foi reintroduzido no Exército Português o posto de tenente-general, substituindo o posto de general (de 3 estrelas). Tal como antes, o posto de tenente-general é a mais alta patente de oficial general no ativo, já que os postos superiores são apenas funcionais ou honoríficos. O posto de general é apenas um título atribuído aos oficiais generais que exercem (ou exerceram) a função de Chefe de Estado-Maior do Exército ou de Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas. Já o posto de marechal do Exército é apenas uma dignidade honorífica.

Desde que foi criada, como ramo independente, em 1952, a Força Aérea Portuguesa segue, aproximadamente, o sistema de patentes do Exército. Como tal, a sua patente de general (de 3 estrelas) também passou a designar-se "tenente-general" em 1999.

Ver também


Bibliografia


Ligações externas










Categorias: Patentes militares








Data da informação: 31.05.2020 04:17:43 CEST

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-by-sa-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.