Teste Uhlenhuth


O teste de Uhlenhuth, também conhecida como prova de precipitina antígeno-anticorpo para espécies. É uma prova que pode determinar se uma mostra de sangue é humano ou animal. Foi descoberta por Paul Uhlenhuth em 1901, baseando na descoberta de que o sangue de diferentes espécies tinha uma ou mais proteínas características que as diferenciava. A prova resultou de grande importância para o desenvolvimento da ciência forense no século XX.[1] A prova foi refinada para uso forense pelo químico suíço Maurice Müller na década de 1960.[2][3]

Referências


  1. Michael Kurland, Irrefutable Evidence: A History of Forensic Science (p. 200), Dee, 2009, ISBN 9781461662396
  2. Keith Inman, Norah Rudin, Principles and Practice of Criminalistics: The Profession of Forensic Science (p. 32), CRC Press, 2000
  3. «The Precipitin Test» . prezi.com (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2017 









Categorias: Imunologia | Medicina legal | Exames de sangue




Data da informação: 17.12.2020 08:17:05 CET

Fonte: Wikipedia (Autores [História])    Licença: CC-BY-SA-3.0

Mudanças: Todas as imagens e a maioria dos elementos de design relacionados a essas foram removidos. Alguns ícones foram substituídos por FontAwesome-Icons. Alguns modelos foram removidos (como "o artigo precisa de expansão) ou atribuídos (como" notas de rodapé "). As classes CSS foram removidas ou harmonizadas.
Os links específicos da Wikipedia que não levam a um artigo ou categoria (como "Redlinks", "links para a página de edição", "links para portais") foram removidos. Todo link externo possui um FontAwesome-Icon adicional. Além de algumas pequenas mudanças de design, foram removidos os contêineres de mídia, mapas, caixas de navegação, versões faladas e microformatos geográficos.

Observe: Como o conteúdo fornecido é retirado automaticamente da Wikipedia no momento especificado, uma verificação manual foi e não é possível. Portanto, o LinkFang.org não garante a precisão e a atualidade do conteúdo adquirido. Se houver uma informação incorreta no momento ou com uma exibição imprecisa, sinta-se à vontade para Contate-Nos: email.
Veja também: Cunho & Política de Privacidade.